quarta-feira, 16 de março de 2011

REABILITAÇÃO DO VAZIO


Eu começo com o Vazio. O Vazio é o mesmo que plenitude. O Infinito pleno não é melhor do que Vazio. O Nada é simultaneamente plenos e vazios. Assim pode-se dizer mais alguma coisa do Nada, como por exemplo, é branco, ou preto, ou ainda, não é, ou é. Uma coisa que é Infinita e Eterno não tem qualidades, pois tem todas as qualidades’.

Carl Gustav Jung, ‘Sete Sermões aos Mortos’, 1916

57 comentários:

Bock disse...

foda-se, acho que temos de ponderar seriamente a possibilidade de meter um disclaimer de 'conteúdo adulto' antes de se entrar no belogue.

Assento da Sanita disse...

Olha-me este. Vieste da catequese, foi?

Isto é ARTE! Não é porcarias.

Bock disse...

Foste passear a Moçambique
Ver Maputo e a ilha
Foste visitar um alambique
Foste engrupido, paparam-te a bilha

Ao contrário do que terias pensado
Curtiste bué
Nunca tinhas sido enrabado
A vez seguinte foi no Bié

Depois de meses a mangalhinho de cara-pálida
Vais para África à pergunta de desforra
Voltaste de lá com uma tez esquálida
Levaste no cu à tripa-forra

Djambés, rastas e dread loques
Once you go black, u neva turn back
Bebeste uma grade de super boques
Perdeste-te por um cavaleiro uzbeque

E agora andas nos urais
És a puta lá da tribo
Dás o cu a homens, putos e cavais
Em terra ou em cima do estribo

Óscar disse...

olhá!

e hnão me hvim nha catelhequeje...

fininhO disse...

grande artista! foste tu que tiraste a fotografia?

fininhO disse...

19:35 - Futebol: Real Madrid x Lyon
RTP 1, Directo - Jogo da 2.ª mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões

fininhO disse...

bock, onde é que vais ver esta merda?

fininhO disse...

parece que o Mourinho tá a fazer tabu com o Ronaldo... tabu em espanhol é amor, não é?

fininhO disse...

Ostia, queres fazer tabu comigo?

Assento da Sanita disse...

Foste fazer psicanálise
E deitaste-te no divã
O gajo fez-te uma hemodiálise
Era o Francisco Louçã.

Converteu-te ao trotskismo
E a novas formas de amor
Pelo neo-comunismo
Tens no recto um ardor.

Ao multiculturalismo
E à diversidade racial
Que é o teu novo catecismo
Para salvar Portugal.

Foste a um grupo de trabalho
Pelos direitos das minorias
Mas abocanhaste um mangalho
E eras mulher-a-dias.

Quiseste ser deputado
Mas estavas a tirar cafés
Ainda eras sodomizado
Por uma comissão de monhés.

fininhO disse...

Adas, foste à Moda Lisboa?

Assento da Sanita disse...

Sou comissário. Não me viste lá?

fininhO disse...

não fui.

qual foi o paneleiro que mais gostaste?

fininhO disse...

és policia?

Bock disse...

MAS QUAL BOLA, CARALHO?????


Foda-se, não expliiiiicammmmm!!!!

fininhO disse...

o real madrid com o lyon...

fininhO disse...

ou queres ir antes à toirada?

Assento da Sanita disse...

Vamos antes aos fados.

fininhO disse...

pois, olha! fados, boa ideia...

fininhO disse...

vamos ali ao Dragão de Alfama, emborcamos uma pipa de vinho com umas postas de bacalhau assado e cntamos à desgarrada com a cozinheira

fininhO disse...

(com um bocadinho de sorte está lá uma tv e ainda vemos a bola)

fininhO disse...

bom, vou mazé pra casa... VRRRUUUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM

Bock disse...

Andaste a dar na ganza afegã
E nos cogumelos alucinocoiso
Vais à pesca da truta e achigã
Não atinas com o poiso

A droga abriu-te as portas e a janela
De muitas e várias maneiras
És como uma vigem tela
Tanto no espírito como nas traseiras

Professas a anarquia numa cave em Marvila
E pugnas pela liberdade de Portugal
Mas obrigas sempre a formar fila
Quem te quer papar o buraco anal

Sol na eira e chuva no nabal
És um cabrão d'um troca-tintas
Foste apanhado no Casal
A oferecer bicos aos pintas

Os pintas afinal eram da bófia
Aceitaram-te como Afrodite
E no meio de grande bazófia
Hojé és a bitch da Judite

Esta merda já vai longa
Tão longa que chateia
Pareces um songa-monga
Do Norte da Coreia

Assento da Sanita disse...

Cantamos com a cozinheira
E vomitamos na panela
Cozemos a tua alheira
e cagamos pela janela.

Cantamos um corridinho
E entoamos uns salmos
Embebedamos o fininhO
Ficamos todos mais calmos.

No soutien do fininhO
Esconde-se uma bela narta
Mas logo abaixo, no rabinho
Entram chouriças à farta.

Veio de lá um fadista
E agradou-se do Bock
Já papara um seminarista
Num concerto de rock.

Logo veio a cozinheira
Que era hermafrodita
Tinha no meio da pintelheira
Uma sarda toda catita.

Vomitei-lhe nas ceroulas
E entrou-lhe pela cenaita
Era cá um cheiro a cebolas
Que até se me mirrou a gaita.

Mas mesmo assim atafulhei-a
Com um paio de Barrancos
E a seguir esborratei-a
Com estrume de A-dos-Francos

Também esfuraquei um cão
Que ganiu como um desalmado
Aquilo deu-me tesão
Mas fiquei embaraçado.

O pobre animal borrava-se
Pelo anús esgaçado
E o pulha do finO dava-se
A um canto todo pedrado.

ostia disse...

nao

fininhO disse...

“Sócrates pode sair na quarta”

que caia o filhadaputa... e parta os cornos. ele e todos os cabrões, traidores que com ele colaboraram no arrombamento do país.

Bock disse...

Eiiiiii, até onde é que queres ir? Podes ir às arrecuas, repúblicas abaixo, direitinho ao Fontes Pereira de Melo e aos cabrões dos rotativistas.

Paras para tomar ar - assim como quando tens de descansar cada 10 enrabadelas para largar lastro - e continuas por aí abaixo até ao fim dos tempos.

fininhO disse...

Vou só até ao Cavaquistão… em que esse troglodita teve nas mãos oportunidade única de fazer a diferença, se fosse o que ele apregoa de ele mesmo, um homem de visão, carisma, de carácter e integridade inquestionáveis… minou todos os alicerces da nossa sociedade importando o pior que a Europa tinha para dar…

g2 disse...

BOCK, VAMOS À BOLA HOJE?????

g2 disse...

Que paneleiros do caralho, a porem aqui fotos de gajos nus e motumbos..

Ide-vos foder, ponham aqui mazé gajas boa, nem que seja a Dona Tânia, foca-se... Panilas...

Bock disse...

Pensas que me queres levar à bola
Mas pensas tu muito mal
O que tu queres é ir a Angola
Para praticar o sexo anal

Praticas na Sanzala
Praticas na cubata
Toda a gente em alegria ta entala
Eles dizem esfola, tu pedes: mata!

Foste ao sarapaticauê
à procura do ndangojimbé
Acabaste no Malamatuna dos Uêlêlê
Com a Fricastricatunda do bandôlé

Assento da Sanita disse...

finO amigo do PPC.

Bock disse...

Fino ama ACS de paixão.

Assento da Sanita disse...

Se atentasse contra o regime, com bombas ou fosse acampar para Belém a exigir a revogação da Constituição ainda era como o outro.

fininhO disse...

PPC! o que é isso... Putas e Paneleiros Cristãos? nã, vai tu!

Assento da Sanita disse...

Putas e Paneleiros Cristãos? Ergo, és do PSD, está visto.

fininhO disse...

foda-se, acampar? acampa tu.

Bock disse...

O fino grama de ACS (Anões Casados e Solteiros)

Bock disse...

Acampar é o acto de pernoitar em cima de uma campa.

Necrófilos do caralho.

fininhO disse...

sou do PSD mazé na bufa da tua tia...

fininhO disse...

o bosk gosta de assistir a jogos de bola entre solteiros e casados...

Bock disse...

Ui, é do que eu mais gosto.

E tu gostas de ver anões peludos a esfregarem pastéis de nata em romenos depilados e com fatos de luta greco-romana.

Bock disse...

... de látex.

fininhO disse...

Mesmo que mudem as moscas e o resto siga como sempre, o facto de mudarem as moscas, muda alguma coisa. Mas, de qualquer forma, a falta de vergonha na cara é tal, que mudem, mudem de uma vez! Já basta, MESMO.
não digo que vamos ficar melhor, porque não vamos. Ainda falta um longo caminho sempre a piorar, mas que seja feito com outros: até porque se agora tiverem a coragem de agarrar um país no estado em que este está, já é alguma coisa de positivo. O meu medo é que não queiram, ninguém quer governar isto, nem sequer o autista megalómano que lá está.

Bock disse...

Quando os gajos lá chegarem sabes o que é que se vai passar:

1. Ah.... pensávamos que isto estava em péssimo estado, mas enganá-mo-nos... isto está MUITO pior do que alguém teria sequer sonhado. Vai ser impossívl trabalhar assim, o PS deixou o país de pantanas, não podemos fazer nada a não ser tentar mitigar a merda já feita, e mesmo assim como muitas e vastas doficuladades...

2. Ah... se tivéssmos chegado mais cedo ao poder, talvez tivéssemos podido introduzir algumas medisdas correctivas, mas agora... com tanta merda passada, com a ajuda externa já pedida (sim, que o PSD dificilmente vai par ao poleiro sem haver ajuda já pedida, que é para depois poder dizer que não teve A culpa...), o que é que está no nosso poder dfazer???? Nada! Estamos presos ao FMI e ao caralho que foda, nada se pode fazer,...

Vai uma apostinha?

Mais pior do que esta merda toda é que, com TANTA merda que o PS fez, e com TANTA saturação das pessoas, as sondagens atribuam ao PSD as miseráveis margens de vitória que eu vi no outro dia... depois da toda a merda que foi feita pelos outros, 4 ou 5% de margem é o que conseguem...? diz muito da crença dos inquiridos nas virtudes governativas do PSD.

Mais há mais (ai, caralho,!):

As PUTAS das agências de Rating deviam ser banidas da face da terra!!!! Ouvi dizer que em Espanha um grupo de advogados decidiu processá-los, e acho muito bem.

São todos americanos, estão feitos contra a eurolandia e o euro, têm à frente os mesmos filhos da puta que criaram a crise do subprime ao avaliarem com AAA lixo financeiro, e deviam ser varridos da face da terra. Não percebo como é que a Europa ainda não criou as suas próprias agências de notação financeira.

E mais (Eh, cuâna!): os gover nos e os bancos e demais analisados e pelas agencias de rating, deviam deixcar de lhes pagar as comissões que pagam, e JÁ!!!!!!
Onde é que já se viu baixar o rating de Portugal porque há dificuldades em implementar o PEC IV???? (2 dias depois do anúncio...). E onde é que já se viu baixar o rating porque "se há um PEC IV, é porque os anteriores não funcionaram"?

PÓ CARALHO!!!!!!

Do que isto precisa é de um novo paradigma civilazional, fosca-se.

Volta Manel Sérgio, 'tás perdoado.

Bock disse...

*enganámo-nos

fininhO disse...

até pode ser como escreves, mas estou-me a cagar! venha o FMI! BASTA com estes!

mude-se as moscas.

Está na altura dessa corja ir pelo cano abaixo. E de os impedir de se manterem nas franjas dos poderes, dos cargos, dos tacos. De lhes cuspir na campa.

Depois? O depois logo se vê.

fininhO disse...

E pró caralho mais a conjectura internacional para desculpa… há crise planetária, sim, mas com as oportunidades que tivemos como se justifica que Portugal esteja no fim da lista dos países ditos desenvolvidos, ocidentais?
3º a contar do fim, mas galgando o bom caminho para chegar a 1º… dos últimos, claro.

fininhO disse...

Esta corja tem que desaparecer. E ser socialmente punida. não lhes darmos o respeito social, as benesses, os lugares, a possibilidade do regresso. Apontá-los, recordá-los. Votá-los ao ostracismo. Moral, profissional. traidores. O que vem a seguir será de discutir. Mas isto não pode continuar, e estes escroques que estão no poder não podem nem continuar nem transitar. Há, dizem-me, ratazanas execráveis que já estão a regressar aos locais de recuo. A cobardia lusa recebe-os. O colaboracionismo é inacreditável.

fininhO disse...

a esquerda portuguesa são um monte de merda – e acabam todos por ser tão aldrabões como aqueles que os próprios apontam, essa corja de bloquistas que por aí andam a dizer-se democratas, ou como o filhodaputa chamado Manuel Alegre, um escroque que falseia as suas habilitações literárias mas também é muito finório.

fininhO disse...

finório não é a mesma coisa que fininhO... oh seus cabrões.

fininhO disse...

"Relato de um país inculto


Um dia depois de ser comunicada a intenção do Governo de baixar a taxa do IVA dos campos de golfe de 23% para 6%, decisão essa comunicada pela televisão pública, em imagens, como uma descida da taxa aplicada nos carros Volkswagen Golf, é comunicado, pela Cinemateca Portuguesa, o cancelamento de 13 sessões já programadas deste mês sob o pretexto de cortes no seu financiamento decididos pelo Ministério das Finanças que impedem o transporte regular das películas, assim como a sua devida legendagem.

A mistura e o tratamento destes acontecimentos não é apenas reveladora de um país em crise financeira e em crise intelectual — a do tratamento das imagens, sensibilidade diária e sinal de inteligência que já não importa nem à primeira entidade responsável pela sua garantia, ou pelo menos, a mais vista. Trata-se, sobretudo, da prova definitiva que este Governo — e os sucessivos Governos compostos pela mesmíssima classe política que desgovernam o nosso país para o caminho da bancarrota e, sobretudo, da ignorância —, não se importa que a sua população vá jogar golfe com o pretexto de contribuir para uma cultura de lazer, mas já se importa que outra parte da sua população manifeste vontade de ir ver um filme de Godard, Antonioni ou Cimino para se enriquecer de outra forma — o enriquecimento cultural.

Esse enriquecimento é aquele que tem faltado de forma constante a quem nos governa e a quem é governado. Se o país se encontra na situação em que está, será, antes de mais, pela falta de educação e sensibilidade quando é chamado a tomar as decisões mais importantes do seu destino: a da gestão e do direccionamento dos seus recursos, assim como a promoção de uma política virada para um progresso mental e intelectual dos seus contribuintes, habitantes e criadores.

O facto que se chegue ao ponto de intervir no funcionamento regular de uma das poucas instituições que funciona de forma eficiente e transparente em Portugal — a Cinemateca Portuguesa — não é apenas sinal de uma total indiferença por esse mesmo caminho — ausente — que tem minado o desenvolvimento efectivo do nosso país. É a afirmação definitiva que, em tempos de crescimento ou de crise, este Governo, e outros, continuam a ver a cultura como uma soma de conteúdos, e não como sinal de uma riqueza tão indispensável como aquela que está dentro de cada uma das nossas carteiras. Mas Portugal, neste momento, não será mais do que isso nos seus pontos de responsabilidade: carteiras vazias para cabeças sem ideias ou educação. O facto de se censurar a cultivação da sua população e daquele que deveria ser visto como o regular — e essencial — serviço público revela-se tanto na incapacidade do seu órgão oficial de imagens (a RTP) em dar um tratamento devido do mundo que a rodeia, como no abismo final que nos retira, para além do bem-estar económico, o bem-estar cultural, último reduto da nossa vivência em sociedade, e que começa a marcar a vida do eterno e triste destino deste país.

A solução é apenas uma: terminar, de uma vez por todas, com a impunidade da incompetência que nos dirige e da insensibilidade para as áreas essenciais da nossa sobrevivência dentro e fora de uma crise: a educação e o conhecimento. A violência do fim das imagens não será menor do que a da falsificação dos seus significados, já indiferentes a uma população em crise de vida — consequência directa dessa mesma incompetência. Ficamos a saber: para a classe que nos dirige, mais vale ir apanhar bolas do que ver um Godard. Veremos quais das revoltas será a mais consequente, mas para isso, este Governo não saberá que a(s) história(s) das nossas imagens pairam sempre sobre os nossos falhanços.

Francisco Valente"

não concordo com:

"uma das poucas instituições que funciona de forma eficiente e transparente em Portugal — a Cinemateca Portuguesa"

mas que se foda... o texto é bom.

Me disse...

Huh?

fininhO disse...

E NÃO. NUNCA VOTEI NEM NUNCA VOTAREI PSD.

fininhO disse...

olha uma gaija!

Bock disse...

Foda-se, caralho, oh fin0, e se fosses levar na bufa, coerente do caralho, han?

E tu, Me, também tás com cara de quem tá mesmo a pedir para levar na bufa!

fininhO disse...

és um lógico... mas tu se fosses incoerente não estavas aqui... estavas lá em cima.