terça-feira, 16 de novembro de 2010

146 comentários:

fininhO disse...

Massada de Tamboril


Ingredientes:


2 lombos de tamboril (grandes)
1/2 kg de camarões médios
1/2 kg de amêijoas
1 cebola finamente picada
6 dentes de alho finamente picados
6 colheres de sopa de polpa de tomate
1 ramo de coentros picados
1 raminho de salsa picada
2 folhas de louro
2 dl de azeite
1,5 dl de vinho branco
1/4 de pimento verde cortado às tiras fininhas
1 tablete de caldo de marisco
400 g de massa cotovelo pequenina
sal e pimenta branca q.b.
colorau q.b.
piripiri em pó q.b.
água q.b.

Confecção:

Coloque as amêijoas em água e sal durante 2 horas para perderem a areia. De seguida, coza-as em água e sal até abrirem. Reserve e coe o caldo obtido.
Coza, igualmente, o camarão, descasque-o reservando 6 com casca para enfeitar o prato ao final. Coe o caldo da cozedura e reserve.
Escalde o tamboril em água e sal. Retire-lhe as peles e as espinhas e corte-o em cubos. Reserve e coe o caldo.
Junte todos os caldos de forma a obter +- 2 litros.
Num tacho largo, leve ao lume o azeite com os alhos, a cebola, as folhas de louro, o pimento verde, o tablete de caldo de marisco, o colorau, a pimenta branca, o piripiri e a polpa de tomate. Mexa energicamente e adicione o vinho branco. Deixe refogar até a cebola ficar translúcida.
Adicione ao refogado o caldo das cozeduras. Deixe levantar fervura.
Coloque a massa cotovelo. Deixe ferver novamente.
Junte os cubos de tamboril, os camarões e as amêijoas descascadas. Rectifique o sal e os demais temperos.
Junte os coentros e a salsa.
Enfeite com os camarões com casca que reservou e com uns pezinhos de salsa.
Sirva de imediato.


* Não deixe a massa cozer em demasia. Deve ficar "al dente".

** A massada é um prato normalmente caldoso, por isso, se necessário, acrescente mais água.

Miguelão disse...

e como sobremeza...........




O MEU CÚ!!!!!

g2 disse...

Que saudades que eu já tinha DESTE fininh0, tão diferente do que vai à bola de cachecol e sei lá que mais..

Vai em frente, fin0, belo post, pá, foda-se...

fininhO disse...

... foda-se pra ti também

fininhO disse...

cona

fininhO disse...

mamas

fininhO disse...

tetas

Gonçalves, o abonado disse...

Lindas, como sempre.

Eunice Muñoz disse...

Obrigada!

Bock disse...

Ai, ai.

fininhO disse...

tá-te a doer?

fininhO disse...

aguenta qué serviço...

Bock disse...

Nah.

Derivado ao relaxe: Já não vou à bola contigo, cabrão.

Derivado ao sal (de prata): Boas fotos, cabrão, tiraste-as ainda antes dos 45, verdade?

fininhO disse...

vais com o puto? leba camisas...

Bock disse...

A gaja ao dependuro na Dona Elvira,certamente para aquecer a bufa, porque mais ningém era homem para lha aquecer, era com quem andavas a estagiar na altura?

fininhO disse...

... sem colarinhos

fininhO disse...

era a tua bisavó

Bock disse...

E os 4 ambrósios ali especados? Vê-se bem que andaste metido com eles, antes e depois da foto ter sido tirada.

É patente que começaste a sorver pelo da esquerda. Ora reparem lá bem no sorriso de contentamento do homem. É que está a rir de orelha a orelha!
Papa-instrutores!

fininhO disse...

materna...

Bock disse...

Iss'é que era bom, a minha visávó!

fininhO disse...

É O PAI DA TUA MÃE

Bock disse...

Materna!

Bock disse...

É o pai da minha mãe!

fininhO disse...

afirmativo.

Bock disse...

Tenho sono, pronto, já disse.

Bock disse...

Tenho sono, pronto, já disse.

fininhO disse...

vai dormir...

Bock disse...

Ui.

fininhO disse...

vai dormir...

fininhO disse...

vai dormir...

Bock disse...

Nem sempre podemos fazer o que nos apetece, eunuco.

É por isso que estou aqui, firme e hirto que nem uma viga, a sorver cafés uns atrás dos outros em vez de estar a dormir, e tu não estás ali a levar na bolha de várias vigas firmes e hirtas, enquanto sorves cafres uns atrás dos outros.

Bock disse...

Esta foi inspirada, caralho.

fininhO disse...

Africanos


Ingredientes:

Pão duro (de preferencia miolo)
Leite
Chocolate em pó
Amendoim ou amêndoa picada
Ovos
Manteiga
Leite
Coco ralado
Açúcar

Confecção:

Em primeiro põe-se o pão de molho em leite, não muito leite para a massa não ficar muito mole, vai-se acrescentado até a o pão ficar ensopado, acrescenta-se os ovos, o chocolate, o amendoim, o coco, o açúcar e a manteiga, amassa-se tudo muito bem com as mãos ate ficar uma pasta homogénea sem bocados de pão inteiros, em seguida leva-se num tacho a lume brando, mexendo de vez em quando, quando a pasta já tiver a soltar-se do tacho é porque já esta pronta.
Deixa-se arrefecer um pouco e com as mãos untadas em óleo formam-se bolinhas que são passados por coco ralado.
servem-se em forminhas de papel frisado.
Se meterem umas horas no frigorifico ainda ficam melhores.

( Por ser uma receita a olho nunca soube as verdadeiras quantidades, mas a pasta não pode ficar nem muito mole nem muito dura).

booberella disse...

Olá babes. :)

Permitem-me que lance uma pergunta para debate?

A pergunta é esta: vale a pena fazer greve no próximo dia 24?

Bock disse...

Ui.

Essa é fracturante.

Por falar em fracturar, já fracturava umas cascas de castanhas. Quentes e boas.

Além de ter sono, tenho fome.

Quanto à greve... Que dizer? Eu, que sou a favor da greve, sempre e incondicionalmente, desde que os grevistas não sejam pilotos da TAP ou controladores de tráfego aéreo, por considerar que isso equivale a usar uma ferramenta ao dispor dos trabalhadores para fazer pouco de quem trabalha, eu, dizia, neste caso, e com muita franqueza, não vejo grande utilidade em fazer greve.

Esta merda está pelas horas da morte. Ou com estes ou com os senhores que se seguem, acredito que os resultados serão sempre funestos e nefastos (já para não dizer nefandos), e no estado a que isto chegou, 'grevar' só vai servir para armar mais confusão e diminuir receitas e aumentar as despesas, nem que sejam as dos sindicatos para pagar o dia de trabalho perdido aos sindicalizados grevistas. Maneiras que não vejo grande utilidade na puta da greve.

Mas que não se infira daqui qualquer espécie de simpatia para com o Governo! Nada disso.
Nunca gostei grande coisas deles, e agora gosto mesmo muito pouco.

Se bem que gosto ainda menos dos senhores que seguem.

E depois, caralho, sou capaz de estar para fora.


Em serviço.

fininhO disse...

"Mulher despedida por ter seios grandes"

Bock disse...

Porquê? trabalhava numa clínica de mastectomias?

fininh0, vais à bo... greve?

booberella disse...

Oxigenei, Bock: és a favor da greve e achas que a greve não tem grande utilidade.

És a favor da greve como um direito em sentido académico, teórico, bíblico mesmo, que sim senhor fica bem num Estado de Direito mas que na prática não tem utilidade, é isso?

Espero ter interpretado mal as tuas palavras, mon...

Bock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bock disse...

É evidente que interpretaste. Para lá de mal, como parece ser teu apanágio. :)

Sou completamente a favor da greve... se ela servir para alguma coisa de útil.
E neste caso concreto, acho que fazer greve é irrelevante. Vai servir para a malta sentir que fez alguma coisa, lá terá os seus efeitos psicológicos, com as habituais declarações de ambos os lados, umas atrofiadas outras hipertrofiadas quanto aos participantes, os jornalistas todos contentes com merdas para noticiar, e etc e tal, mas estou sinceramente convencido que os resultados práticos de uma greve neste caso são nulos.
Explica-me lá qual é a utilidade prática desta greve, sff?
Exercer um direito constitucional porque sim? Mostrar ao Governo que não estamos contentes? Foda-se, como se aqueles filhos da puta precisassem.
Para derrubar alguma coisa? Para pressionar o Sovaco a demitir o Governo quando agora nem o pode fazer? E... para quê? daqui a uns poucos meses temos eleições e os gajos vão de cona, se antes o Cavaco no seu 2º mandato não so aviar, assim como assim, e quanto a mim, atendendo à pobreza da alternativa, quanto mais tarde mudar o governo, melhor. Este é mau, fraco e triste, o outro ainda vai ser pior. A única vantagem é que são um nadinha mais discretos a gamar.
Para os sindicatos justificarem a sua razão de ser? Esta ainda era capza de ser a melhor razão para promoverem a greve, pá.
Para desvotarem o orçamento? As if.
Para mo PSD não se abster? As if.
Para o PCP promover a ditadura do proletariado? as if. O povo quer é comprar um carro novo, pá.

Bah.

Bock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bock disse...

Não, espera, se calhar é para a UGT mostrar aos seus sindicalizados (e sindicalizadas)que também se preocupa com os trabalhadores e que (lá no fundo) não são nada uns esbi(l)rros do Governo.

É tudo uma data de gatunos, pá!
E de chupistas, pááá!
e de bandidos, pááááááá!

às barricadas.

booberella disse...

Pois.

Esse teu raciocínio é arrepiante.

Estive há dias num sítio onde as pessoas também não se preocupam com o regime porque o que querem é o novo iPhone4 e outros gadgets. Consumismo desenfreado para não pensar nos porquês das coisas.

Bom, gostaria de mais contributos para a mesa (pareço o gajo do Eixo do Mal)... Bem sei que este não é o local adequado mas sempre era um tema diferente. :D

booberella disse...

PS - Bock, qualquer trabalhador pode fazer greve, sindicalizado ou não.

Bock disse...

É a minha opinião, pá.
Onde é que estiveste, naquele shopping enorme onde está a kidzania e tal? No Colombo? Pois, eu sei, nas raras vezes em que vou a esses sítios também fico chocado.

Folgo em ver que estás a ficar sensibilizada para os problemas das sociedades modernas e para o lado viciado e vazio das democracias, booberella, compensado com o consumismo, mas
uma coisa não tem nada a ver com a outra: acho mesmo que esta greve é inútil.

Ah.... e quanto a isso de os não sindicalizados também poderem fazer greve... tem piada! Queres pois dizer que um dos direitos constitucionais mais importantes de qualquer trabalhador não depende de agremiação prévia para poder ser exercido! foda-se...
...não fazia a mais pálida das ideias, booberella. Obrigado por me esclareceres, pá!
(realmente... como é que não percebi isso antes??????)

Bock disse...

Ah, e já agora já elaboravas para apreciação desta plateia imensa de visitantes - 6! caladinhos que nem ratos - e comentadores que debatem apaixonadamente e com fervor esta magnifica questão, qual é a tua opinião a respeito da greve geral, Bobadela.

booberella disse...

Para ti e para a imensa minoria que está aí à espreita anuncio:


A minha opinião é de que tenho de ir mudar o verniz das unhas.


Ciao.


PS - Precisas de comer mais fruta e legumes, homem.

Anónimo disse...

Foda-se.

chOURIÇO

Bock disse...

Mais ainda? Não carece.

Vai lá, consumista empedernida. Muda lá o verniz para não pensares no porquê das coisas.



Mete foda-se nisso, boiOLA. NHIIIIIIIIIC

fininhO disse...

NHOOOOOOOOOOOOOOOOOOC

fininhO disse...

SPLATCH................................................

Dum Dum disse...

Clap, clap, clap!

Bom debate, sim senhor!


Eu só farei greve para obrigar o Governo a não pagar a usurários aquelas exorbitâncias que devemos...,
que eu não acredito que nós, tão frugais e poupadinhos, devamos o que andam praí a dizer.
A bem da Nação há que assumir com toda a frontalidade que nós somos pessoas honradas e não devemos nada a ninguém, portanto, se for preciso fazer greve para fazer ver às off-shores que essas dívidas é tudo uma grande aldrabice, eu faço!

g2 disse...

Bom dia.

Todos para a greve, quem não fizer greve é maricas.

Mai'nada.

...e barricadas, claro, senão não chegamos a lado nenhum!

Bock disse...

Tu não fazes greve, puto, que ainda não trabalhas.
Só se for greve às aulas, vá.

Bock disse...

Imprensa dixit:

Com o desemprego em máximos, o Governo vai cortar prestações sociais, subir impostos e avançar com um inédito corte permanente de salários nas administrações e empresas públicas. Em resposta à pressão dos mercados, PS e PSD preparam-se para aprovar o pacote de medidas mais impopular da democracia, o que pode abrir a porta a uma adesão histórica à greve geral convocada pela CGTP e pela UGT. Apesar disso, é bastante significativo o número de trabalhadores que diz que vai passar ao lado do dia de protesto marcado para daqui a uma semana. Sobretudo no sector privado.

A maioria das pessoas ouvidas pelo Negócios considera "positivo" que as pessoas protestem porque "os governos erraram", mas mostram-se cépticas quanto à eficácia da greve. "Não vai adiantar nada", é uma das respostas mais frequentes e quase todos apresentam bons motivos para não participar no protesto.

Aterrador.

Patético.

Chocante.


E até mesmo... arrepiante.

Gonçalves, o abonado disse...

Adeus.

fininhO disse...

vais a Deus?

fininhO disse...

vai lá então... tchau, ó sr. do a Deus!

Assento da Sanita disse...

Cambada de borregos mansos que têm a sorte que merecem, os portugueses. Se esta merda fosse em França havia 5 milhões de pessoas na rua a incendiarem pneus.

fininhO disse...

... com pretos lá dentro

Anónimo disse...

Bons dias.

Esses senhores do 'Negócios' ainda não se aperceberam que o Governo já cortou prestações sociais?

Andam a dormir, caralho.

Idecortaroabonodefamíliaaoportuguêsmaispróximodesi.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Cocas, pá, uma questão que não percebi no teu discurso de ontem: os sindicatos pagam o dia de greve aos trabalhadores? Em Portugal? Isso não será nos EUA?

Borregos, AdaS? Nah. Mééééééééééé!...

chOURIÇO

Assento da Sanita disse...

Sim, pretos, ciganos, monhés, ucranianos, brasileiros e emigrantes em geral e toda a gente que costuma pagar as favas nas conversas de tasca da burrice atávica da Nação.

Assento da Sanita disse...

Correio da Manhã

'P. de Lima: Agredido com sachola

Uma discussão entre vizinhos acabou à sacholada, ontem ao fim da tarde, no Lugar de Soutinho, em Labruja, Ponte de Lima'.

Q.E.D.

Bock disse...

Estou em crer que sim.
Aqui há atrasado fiz greve e andaram a distribuir por lá um papeluncho entre os sindicalizados, para quem quisesse receber o dia.
Andaram a distribuir é uma força de expressão, claro. Distribuíram-mo a mim, que era o único gajo sindicalizado naquela choldra de incoscientes com a mania que 'ah, e tal, isso é para os outros'.

E quanto ao que o AdaS disse, não deixa de ser uma grande verdade. Somos mais mansos do que devíamos.

Mas aqui no caso concreto, eu não estou a dizer que não haja razões para insatisfações. Há-as e em barda, mas se o Sovaco nada pode, se os principais partidos estão de, vá lá, conluio quanto às contas públicas, e se não tarda nada temos aí o FMI à perna, digam-me lá, sff, para que é que o caralho da greve serve se não para o pessoal dizer 'olha, prontos, aquilo era o que era, mas ao menos lá fizémos a greve1 Não se diga que não protestámos!

A puta da greve não serve para nada de realmente útil, a não ser para acalmar a consciência de alguns.

É um placebo.


Vá, arrepiem-se. Mas não se arrepelem.

Anónimo disse...

Arrepio-me é com esta merda, que vem contradizer em parte as palavras do AdaS, relativamente aos pretos, ciganos, monhés, ucranianos, brasileiros e emigrantes em geral:

Na discussão, entre dois "brasileiros e um homem de etnia africana, um dos brasileiros puxou de uma arma e atingiu o africano com um tiro no peito", disse ao JN fonte do Comando Metropolitano de Lisboa.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Também me arrepio com isto:

O primeiro roubo na via pública ocorreu cerca das 22.20 horas, em Alvalade, quando três indivíduos assaltaram dois homens que circulavam na rua, com recurso a arma de fogo.

"Os indivíduos levaram duas malas com [computadores] portáteis e depois fugiram num veículo", adiantou a mesma fonte.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Assaltos às 22:20? Foda-se, já não há respeito pelo passei higiénico após o jantar?

chOURIÇO

Anónimo disse...

*passeiO

chOURIÇO

Bock disse...

Foda-se, podes crer.
Tou arrepiadíssimo.
Tarda nada ainda me arrepelo.

Bock disse...

(eish, e assim se passaram os 69 comentos sem um Ahhhhcaralho nem um OHHHHHHSSSIIIIMMMMM)

Anónimo disse...

Enquanto comentares o 69 e não o praticares, pá, não vais lá.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Pois eu acho que deve haver uma greve geral apenas para protesto.

O Cavaco também levou com uma e as medidas de austeridade não eram nada austeras na altura, comparativamente.

chORUIÇO

fininhO disse...

choras isso...

Bock disse...

Pois, pá. Para efeitos meramente psicológicos, era o que eu dizia.

E o Cavaco... já não me lembro disso, mas se levou com ela foi muito bem mandada.

Primeiro, porque merece. Lá está, o tal elemento subjectivo, faço greve porque sim: não gosto dele e ao menos protesto para dizer o que me vai na alma, e fodo-lhe a marmita ao cabrão.

E segundo, porque vivíamos outros tempos. A conjuntura econanómica era outra.


E quanto ao que eu pratico ou deixo de praticar: mete-te na tua vida, coirão, pá, que é lá isto? Hádes ter muito a ver com isso.

fininhO disse...

bóke, que se foda essa merda... onde é que vais ver a BOLA?

Bock disse...

No sítio do conastrume, pá!

Vens lá ter?

Lello da Roménia disse...

Ai, lai-lo-lai.

Lola do Bois de Boulogne disse...

Ai, trai-la-ri-lo-lai.

fininhO disse...

RTP 1
20:53 - Futebol AA: Portugal x Espanha
Ao intervalo: Operação Triunfo - Diários

boque, oito e meia um quarto para as nove... combinado?

Bock disse...

Na cona da tua prima?

Já sei que aquilo é coisa ampla e arejada, um amplo t0, apesar da falta de cachet, mas achas que cabemos lá os dois, mais a Tv e as jolas e o papel higiénico para as minhas sarapitolas à conta das gajas da Op Triunfo e para as tuas à pala do CR9?
Mhhh.
Olha que não sei, pá.

Assento da Sanita disse...

Recuso-me a achar que a criminalidade violenta está na razão directa dos emigrantes mesmo que seja verdade, que eu sei que é bem capaz de ser.

Bock disse...

O que é Futebol AA?

Anões Anémicos?

Bock disse...

Alemãs Alcoolizadas?

Bock disse...

Pois, pá, é a tua costela esquerdalha acaviarada a falar mais alto que a lógica, não é?

Deixa lá, os Austríacos estão carregados de lógica e têm os monstros que têm, do maluco que meteu a filha na cave até ao Freud, passando pelo nazi rabeta.

Deixa-te estar assim, que estás muito bem.

FMIIIII!

Bock disse...

Anacoretas Ajoelhados?

Bock disse...

Anglicanas Avantajadas?

Bock disse...

Amibas Aparvalhadas?

Assento da Sanita disse...

Nada com uma afirmação intencionalmente incoerente para te pôr logo em pulgas, ó chOURAS Pinto Coelho.

Bock disse...

Árbitros Aviadados?

fininhO disse...

Muamba de Galinha à Moda da Ti Manela


Ingredientes:

3 colheres de sopa de azeite
1 cebola grande picada
4 beringelas cortadas aos quadrados
4 courgettes cortadas aos quadrados
1/2 Kg de quiabos cortados ás rodelas
1 frango do campo ou galinha cortado aos bocados e temperado com sal
2 colheres de chá de óleo de palma
piri-piri

Confecção:

Colocar o azeite, a cebola, as beringelas e as courgettes num tacho e levar a lume brando mexendo para não pegar e até ficarem louros. Colocar o frango/galinha e deixar apurar, verificando sempre o molho. Quando o frango/galinha estiver cozido(a) adicionar as courgettes e esperar que cozam durante 10 minutos.
No final põe-se o piri-piri e o óleo de palma.

Acompanha com fubá (farinha de mandioca) e/ou arroz branco.

Para elaborar a fubá é necessário dissolver 2 colheres de sobremesa num pouco de água fria.
Adicionar mais 1 dl de água e levar ao lume brando para engrossar, mexendo sempre.
Serve-se frio.

Bock disse...

Fininh0,


...quando é que é o Sporting-França? e o Real Madrid-Inglaterra?

fininhO disse...

esses não sei... sei que o benfica angola já foi

Anónimo disse...

Pulgas, o caralho, pá.

Nem te dei troco. Se vires bem, pá, o Cocas é que te respondeu. Eu apenas citei uns episódios de criminalidade violenta.

chOURIÇO

Assento da Sanita disse...

Cona porca com pêlos e ginguba

Juntar a ginguba com o gindungo e o calulu e esfregar na cona. Aquecer a canjica com a fuba e esfregar no sovaco e no cu. Borrar-se e dar peidos de cona q.b. e servir ainda quente.

Bock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Assento da Sanita disse...

Olha pois foi. Vocês andam tão parecidos ultimamente.

Bock disse...

17/Novembro
Santa Isabel da Hungria, Viúva

Era filha de André II, rei da Hungria, e foi casada com o piedoso duque Luís IV, soberano da Turíngia. Tinha 20 anos e era mãe de três filhos pequenos quando ficou viúva; o marido, que havia partido em Cruzada, morreu quando estava a caminho da Terra Santa. Hostilizada cruelmente pela família do marido, foi abandonada com os filhos na mais negra miséria. Sofreu com admirável paciência toda espécie de humilhações, pois até mendigos que ela outrora socorrera tinham agora a baixeza e a ingratidão de a insultarem, porque sabiam que não se encontrava nas boas graças da Corte. Ofereceu-se para ajudar num hospital de leprosos e ali praticou atos de caridade heróica. Quando os cruzados que haviam acompanhado seu marido retornaram à Alemanha, ficaram indignados com o tratamento inqualificável de que estava sendo objeto aquela que, até pouco antes, fora soberana do país, e conseguiram reconduzi-la à Corte, onde faleceu pouco depois, aos 24 anos.


Ou seja, gaja escorraçada pela família do morto vai tratar de leprosos para ter o que comer e onde dormir e acaba canonizada pela Santa Madre Igreja.

Gonçalves, o abonado disse...

Eu, que me deu para ser cínico com a idade, vejo nesta "greve geral" uma confusão muito grande.

Premissa: o direito à greve é, como deve, universal e inalienável (com as excepções que se conhecem).

Agora... para que serve uma greve? Tipicamente, para compelir o "patronato" a negociar com os "trabalhadores". O patrão não ganha se os trabalhadores não trabalham, logo pune-se o patrão negando-lhe o rendimento. É uma simplificação, mas com adaptações simples aplica-se igualmente aos funcionários públicos e às situações em que o "patrão" é o Estado.

É isso que se pretende? Negociar? Não vejo nesta greve geral um caderno reinvindicativo claro. É, parece-me, antes um "bota-abaixismo" (e as palavras de ordem aposto que me vão dar razão). E, sendo assim, não me parece que a greve seja a forma correcta.

Fizessem antes uma manifestação ao Sábado, ou ao Domingo. Assim TODOS os trabalhadores poderiam ir - porque dizer que todos têm direito à greve é muito bonito mas é falacioso, a maior parte dos trabalhadores não-funcionários-públicos se fizer greve vai para o olho da rua e mainada.

A uma manifestação, eu iria. Fazer greve, não faço. Até porque a minha empresa - isto é: aquela que me paga o ordenado - precisa é que eu trabalhe para ter saúde. E da saúde da minha empresa depende o meu posto de trabalho.

A questão é: quantos trabalhadores é que iriam a uma manifestação a um Sábado ou a um Domingo? Dito de outra maneira: quantos trabalhadores é que se sentem realmente indignados ao ponto de irem para a rua manifestar-se? E quantos é que querem só um pretexto para não fazer um caralho nesse dia, mesmo a expensas de um dia de vencimento?

Do acima exposto decorre que acho que ESTA greve geral é uma forma ilegítima de atingir um determinado objectivo político. Legal, sim, mas imoral. Mas, como diria o outro, posso não concordar com o que eles dizem mas lutarei até à morte pelo direito de eles o dizerem.

Bock disse...

Tudo se pega, menos a formusura.


O AdaS lê 'esquerdalho' e 'caviar' e fica logo com as papilas a salivar.

olha que era 'esquerdalho caviar', e não 'cos caralhos 'aviar'.

Bom, mas adiante: eu estava a falar a sério ali em cima. Acho eu, sei lá.

fininhO disse...

mais uma abonado...

Gonçalves, o abonado disse...

Já limpei, foda-se. A net cá da casa anda maluca.

Bock disse...

Ora nem mais, Crispim de Castro Mendonza!
Não podia concordar mais.

E quanto a essa da manif, sim, ias ter muito menos gente. É que, como se sabe, o povo quer é comprar um carro novo. E não vai abdicar do passeio no shopping em detrimento de ir andar a pé, que até cansa quando têm umas escadas rolantes tão fixes no Dolce vita que desembocar mesmo ali no Mcdonalds que até é baratinho

Cambada, pá.

Bock disse...

Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

Agora não, que é hora do almoço...
Agora não, que é hora do jantar...
Agora não, que eu acho que não posso...
Amanhã vou trabalhar...

Agora sim, temos a força toda!
Agora sim, há fé neste querer!
Agora sim, só vejo gente boa!
Vamos em frente e havemos vencer!

Agora não, que me dói a barriga...
Agora não, dizem que vai chover...
Agora não, que joga o Benfica...
e eu tenho mais que fazer...

Agora sim, cantamos com vontade!
Agora sim, eu sinto a união!
Agora sim, já ouço a liberdade!
Vamos em frente, é esta a direcção!

Agora não, que falta um impresso...
Agora não, que o meu pai não quer...
Agora não, que há engarrafamentos...
Vão sem mim, que eu vou lá ter...

booberella disse...

Subscrevo o Dum Dum (tás fish, pá? :)) e o AdaS.


Somos muito mansos, Eça é que é Eça.

A passividade reina e o que as pessoas querem é dinheiro para comprar um carro novo e estão-se nas tintas se lhes cortam salários.

Dá mesmo vontade de emigrar, caramba.

Pronto, e agora vou ali retocar a maquiage.

Ana disse...

Uma chinesa confundiu um ladrão com seu marido e tentou fazer sexo com o homem que havia invadido no dia 13 de janeiro sua casa em Changsha, na província de Hunan, segundo reportagem do jornal "China Daily".

A mulher identificada apenas como Qiu disse que levou um susto, quando descobriu que o homem com quem quase manteve relações sexuais era um bandido, e não seu marido.

Qiu disse à polícia que estava dormindo, quando ouviu alguém entrar no seu quarto. Pensando que o ladrão fosse seu marido, a mulher se jogou sobre o homem na tentativa de fazer sexo com ele.

Nesse instante, o invasor a empurrou e começou a abraçá-la. No entanto Qiu percebeu que o cabelo estava muito grande para ser o do seu marido. Ela acendeu as luzes e descobriu que estava com um estranho em sua cama.

Após ouvir os gritos da mulher, o marido de Qiu, que estava na casa de um vizinho, correu para dentro de sua casa e dominou o ladrão.

Ana disse...

Bom dia!

G2, vai umas beijocas?

Assento da Sanita disse...

(vómito)

Anónimo disse...

Ora bem, o direito à greve está intrinsecamente ligado ao direito à manifestação.

E é a manifestação de um desagrado.

Se vai ter efeitos práticos? Nah.

Se é legítima? É.

É a manifestação de parte dos trabalhadores quanto às condições a que os trabalhadores foram levados por este desoverno de contas públicas.

É um protesto? É.

Há quem se aproveite da greve? Há.

Quanto a manifestações ao fim--de-semana, estarão certamente recordados dos 100 mil professores e famílias que percorreram a Avenida da Liberdade.

Efeito útil? Protestar.

Apenas isso.

E posso adiantar-vos desde já que não me vou juntar a esta manifestação de protesto orquestrada pela Esquerda.

chOURIÇO

Ana disse...

santinho!!!!

Anónimo disse...

Dúvidas: como é que o invasor a empurrou e começou a abraçá-la?

O que é que o Qiu estava a fazeer na casa do vizinho durante a noite? É o amante homossexual?

Como é que o Qiu dominou o ladrão? Manietou-o e foi-lhe ao rabo?

Mais importante do que isso: Ana, caralhostefodam, em que sites brasileiros é que andas a ler notícias, foda-se?

chOURIÇO

Anónimo disse...

Esta «notícia» é muito mais importante:

Um carpinteiro de Taiwan comprou um DVD pornográfico e acabou por descobrir a traição de sua mulher. O filme foi gravado secretamente num motel onde a esposa manteve relações sexuais com um amigo do marido, segundo o jornal de Taiwan "Liberty Times".

chOURIÇO

Ana disse...

fosga-se, só a mim é que não me aparece nenhum bandido jeitoso!!!

Anónimo disse...

Esse desespero é preocupante, Ana.

Já pensaste em alternativas eléctricas que te façam companhia?

chOURIÇO

Ana disse...

ahahahahah, chouras. Tenho medo dos choques electricos.

prefiro cenas mas calientes!!!

Assento da Sanita disse...

Há uns a biogás. Funcionam com os gases dos surúpios. É o 'Eco-drill-supersize 3000'.

fininhO disse...

"Clientes recebem vibradores de graça

Uma discoteca de Valência, Espanha, vai distribuir vibradores às mulheres e pilhas para os mesmos aos homens, numa iniciativa para captar clientes."

fininhO disse...

em sevilha dão botas às gajas e protectores aos gajos

Gonçalves, o abonado disse...

chOURAS, pazinho, não sejas demagogo. Não sei se sabes, mas o direito de reunião e manifestação está consagrado no artº 45 da nossa constituição, enquanto o direito à greve está consagrado no artº 57. "Intrinsicamente ligados" estarão, mas na tua cabeça, que não distingue tons de vermelho.

Por alguma boa razão os direitos estão consagrados em separado. Eu, que não percebo nada disso, digo que é por serem, de facto, coisas diferentes. E reitero: manifestem-se, se é isso que querem fazer - manifestar o desagrado perante as políticas e os políticos deste país. A greve é outra coisa.

E tens razão em lembrar a manifestação dos professores, até porque acho que o caderno reinvindicativo deles era bem claro e perfeitamente adequado a que se fizessem umas greves. No entanto tiveram tomates para ir à rua manifestar-se durante um fim-de-semana, coisa que os promotores desta "greve geral" não aparentam ter.

g2 disse...

Esta greve, não é uma greve. É um acto político, para que até as tias de cacais possam aderir e para que os sindicalistas da central de cacais digam que estão com o POVO.

A greve é uma coisa, o abonado tem razão, o que eles vão fazer é uma manifestação, mas não chamem greves às manifes...

Foda-se... E não se faz uma greve para um dia. Faz-se uma greve com uma reivindacação bem explícita e, se possível, até que...

Conas, hoje há bola.

g2 disse...

Ana, deixa-os para a bola, que a gente depois fazemos a marmelada toda, para isso não há greve.

Pinta-te bem...

Gonçalves, o abonado disse...

Eu recusar-me-ia a entrar numa discoteca onde se propusessem dar-me "pilas". O_o

fininhO disse...

e protectores?

Bock disse...

Então e botas?






Analistas Armados?

Bock disse...

Anónimos Axadrezados?



HOSSANA!
HÁ BOLA!
HÁ BOLA!

Assento da Sanita disse...

Momento de Arte:

Desgastado menina com a bainha, não há pinha Dotou a juventude de uma espessura muito sobre a árvore da carne e gritar toda vez que claramente um cão. De lá, o javali e os seis dos atos que nasceu com ela Cavaco floresta. Sua bainha desgastado cônica de uma grande mulher dos sinos, aplicou dispositivo de elevação

Anónimo disse...

Ora bem, quem é que me apagou o comento?

Temos a censura instalada, é?

chOURIÇO

fininhO disse...

hoje já comi uma bola de berlim com creme...

Bock disse...

Estais tdos para aí a matizar, mas uma coisa é certa e parece-me que estais todos de acordo:

A greve é legítima, e os trabalhadores têm todo o direito a fazê-la, bem como têm toda a razão para estarem fodidos com o Govern o, mas a verdade, verdadinha, é que não há nenhuma razão objectiva que a justifique porque não há efeitos úteis que ela venha a atingir que não sejam igualmente atingidos com uma puta de uma manif.

E esta é que é esta.

Bock disse...

Eu não fui, pá.

Quem foi que se acuse.

Bock disse...

Agora vais cagar a anilina que lá andaram a meter para parecer que o creme era de ovo.

E é muito bem feito.

Tivesses pedido bola sem creme.

Assento da Sanita disse...

Enim omnes ibi nuances, sed illud certum est mihi videatur, es omnia convenire:

The legitimus percutere et fas omne operantur facere et non immerito in re publica cunnum, verum, parva veritas non est ratio obiectiva cur non licere non habet utilitatem, quod assequetur et quae non meretricio hit demonstrationis.

Et hoc quid est.

Assento da Sanita disse...

Volo cum tenui vagina pilis alligetur odor piscis. Volo Tania femina. Labem volo me. Meiere volo me.

Assento da Sanita disse...

PS. Também não fui.

fininhO disse...

eu também não... mas és mesmo tu?

Assento da Sanita disse...

Farcimine putris irascitur.

fininhO disse...

chOURIÇO

17 de Novembro de 2010 15:19


acho que esta merda é clone... não é xóriço?

Bock disse...

fininh0 15:51: AHAHAHAHAHAHAHAHA

Com aquele palavreado quem
e que haveriam de ser senão eles, pá?

Assento da Sanita disse...

Latrina mihi nomen sedis. Et saepe cacare non dele commentariis.

Bock disse...

Vocês estão cada vez piores aí dentro, AdaS.

Deve ser assim como aquela cena dos dobermans que - por mor das experiênias que lhes andaram fazendo, em laboratório - lhes cresce o cérebro e depois dão em maluquinhos. E é só um cérebro numa caixa craniana, imagina agora tu que além de geneticamente manipulado, estás cheio de drogas nessa crnadura e tens para cima de meia dúzia de cérebros na mesma caixa.
tss.

Há posta.Dizem, que eu não sou de intrigas.

Gonçalves, o abonado disse...

In oculum requiem est.

Assento da Sanita disse...

Falleris. Non capio medicinae. Multi cerebrum non habeo.

Assento da Sanita disse...

In quietum oculus Gonçalves de iaculemur nigra virum...

fininhO disse...

anda armado em erudito... aquilo é muita missa!

Assento da Sanita disse...

video stercore quod...

fininhO disse...

o caralho do google não traduz para latim... olha, traduzi para letão... a massado no trombil


Masada velni


Sastāvdaļas:


2 filejas jūrasvelna (lielā)
02/01 mārciņas vidēja garneļu
02/01 mārciņas clams
1 sīpols, smalki sagrieztu
6 ķiploka daiviņas, smalki sagrieztu
6 ēdamkarotes tomātu pastas
1 ķekars cilantro
1 sprig pētersīļi
2 lauru lapas
2 dl olīveļļas
1,5 dl baltvīna
04/01 zaļo piparu sagriež plānās strēmelēs
1 akciju kubs jūras veltes
400 g makaronu elkoņa tiny
sāls un baltie pipari q.b.
paprika q.b.
čilli pulveri q.b.
Ūdens q.b.

Sagatavošana:

Put clams sālsūdenī uz 2 stundām zaudēt smiltis. Pēc tam vāra tos sālsūdenī, līdz tie ir atvērts. Rezerves buljonu un celma saņemta.
Pavārs, tāpat garneles, mizu korpusa rezervē 6 garnējums trauku beigās. Celma gatavošanas buljonu un rezervē.
Blanch jūrasvelna ūdenī un sāli. Noņemt savu ādu un asakām un sagriež kubiņos. Rezerves un celma buljonu.
Jāapvieno visi buljonu, lai iegūtu - 2 litri.
Lielā panna, atklāt eļļa ar ķiploku, sīpolu, lauru lapas, zaļie pipari, jūras veltes akciju kubs, paprika, baltie pipari, čilli un tomātu pastu. Enerģiski maisa un pievieno balto vīnu. Sauté līdz sīpols ir caurspīdīgs.
Pievienot buljonu, lai pan karsējot. Uzkarsē līdz vārīšanās temperatūrai.
Vietu mīklas elkoņa. Uzkarsē līdz vārīšanās temperatūrai vēlreiz.
Pievieno kubiņos jūrasvelna, garnelēm un lobīti clams. Sasmalcina sāli un citas garšvielas.
Pievieno koriandru un pētersīļus.
Dekorē ar rezervēto garneļu čaulā un kājām ar dažiem salsu.
Pasniedz nekavējoties.


* Noteikti cept mīklas pārāk daudz. Tas ir al dente.

** Mīklu trauku parasti caldoso, tāpēc, ja nepieciešams, pievieno vairāk ūdens.