sexta-feira, 5 de novembro de 2010

se a 'americana' do Picabia largava faíscas da senaita...


127 comentários:

Zeca Galhão disse...

Olha....

Foste ao quarto dos brinquedos do finO?

Gonçalves, o abonado disse...

Tu andas a abusar do kimchee... :D

Zeca Galhão disse...

Ou a ser abusado pelo Kim-Zé...

Zeca Galhão disse...

Mas onde é que esta gente anda?
Será que hoje é feriado na Damaia?

Gonçalves, o abonado disse...

Tu julgas qu'isto é o Dajoana?

fininhO disse...

o varreta anda dada...

Zeca Galhão disse...

Não, pá. O Dajoana é em Fetais.

Zeca Galhão disse...

Ele dada porque ninguém lho compra, finO...

fininhO disse...

"Pimpinha Jardim quer ter mais filhos"

fininhO disse...

"Povo espanca casal a fazer sexo na rua"

Zeca Galhão disse...

E será que alguém lhos quererá fazer?

Zeca Galhão disse...

Invejosos!

fininhO disse...

"Um casal de jovens sem-abrigo estava a praticar sexo à luz do dia, em plena rua pedonal de Santa Catarina, uma das mais movimentadas da cidade do Porto, e acabou espancado por um grupo de pessoas que ficou indignado com aquele comportamento."




indignadinhos do caralho!

fininhO disse...

VIVA O SEXO NA RUA!

Ana disse...

invejosos!!!


primeiras!

bom dia para todos menos para o Fino.

Zeca Galhão disse...

"Beijavam-se, rebolavam, ele metia-lhe as mãos nas cuecas. Ela já estava com os peitos de fora e não se importavam com as centenas de pessoas que estavam a passar na rua. Uma mulher que estava com um filho foi chamá-los à atenção, mas, em vez de se vestirem, ainda lhe fizeram frente para lhe bater. Caiu porrada da velha", disse ontem ao CM Fernanda Silva, vendedora ambulante que está diariamente na rua de Santa Catarina.

fininhO disse...

vai lá ver o video...

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/povo-espanca-casal-a-fazer-sexo-na-rua

Ana disse...

ah... o amor é lindo, foda-se!

fininhO disse...

"'Casa dos Segredos': Pais e amigos temem cenas de sexo"

fininhO disse...

"Secretas temem motins em Lisboa"

fininhO disse...

"FMI teme falência de Portugal"

fininhO disse...

Pastor sul-africano afirma que "Cristo foi seropositivo"

Ana disse...

Um padre católico foi surpreendido e gravado em pleno ato sexual com a faxineira de sua paróquia no norte do Peru, segundo imagens divulgadas por um canal de Lima e feitas pelo marido que suspeitava da infidelidade da esposa.

O padre José Antonio Boitrón Solano foi flagrado em sua cama na igreja Medalha Milagrosa, na cidade de Trujillo, com Tedolinda Amaya Altamirano, que está grávida de quatro meses por causa de sua relação com o religioso.

"Armaram uma armadilha para mim", queixou-se o padre ao marido enganado que, com a câmera na mão, gravou às escondidas o ato sexual antes de invadir o quarto.

"Reconheço meu erro, acalme-se", fala o padre na gravação, ao que o marido responde: "Como vou ficar calmo se minha mulher está com você, e ainda mais um padre!".

"O padre me atacou sexualmente, eu era forçada a satisfazer seus desejos", defendeu-se a faxineira numa entrevista posterior.

A mulher, que foi despedida da paróquia, entrou com um processo pedindo pagamento pelo tempo de serviço e que seu filho com o padre seja reconhecido.

O padre, por sua vez, continua trabalhando normalmente, conduzindo missas e dando comunhão aos fieis.

Anónimo disse...

Fodem na rua como os cães?

Apanharam porrada porque queriam dar porrada na mulher que tinha o filho.

Teve de ser.

Bons dias.

Ideordenharumasvaquinhasgulosas.

chOURIÇO

Anónimo disse...

E o marido corno filmava enquanto o padre comia a peida à mulher dele?

Isto parece a revista «Maria», ou o colhão mais descaído.

chOURIÇO

Zeca Galhão disse...

Pior; parece um daqueles pUgramas do Goucha ou da outra gaja que fala aos berros....
Só falta o NIB em rodapé...
Que pobreza do caralho!

fininhO disse...

"FMI alerta que Portugal pode estar perto da "falência"
Portugal pode estar perto da falência. Quem o diz é o Fundo Monetário Internacional. Ontem os juros da dívida pública portuguesa atingiram níveis históricos, chegaram aos 6,8%. O FMI reconhece que Portugal está a ser empurrado para o abismo pelos mercados. Os investidores estão a deixar de comprar títulos da dívida portuguesa, porque apostam quase a 100% na falência do país."

Anónimo disse...

Sei dizer que aqui os nossos vizinhos espanhóis estão a vender a dívida deles a 3,5% e que lá há cortes salariais, desemprego a 20% e uma crise do caralho.

Belo Sócas e a crise internacional no bueiro dele.

chOURIÇO

Zeca Galhão disse...

Rui Veloso: "Gostava de tocar com o Clapton. E não tinha medo"

efpm disse...

O video é degradante, cona... Miseráveis do caralho, agredir os gajos daquela forma, cobardolas... Se estivesse lá mandava um pontapé na cona da agressora e duas cabeçadas no marido. A seguir dava um banhinho à frique...

Ana disse...

Diferença entre peitos e culhões


Há uma distinção médica clara.
Todos ouvem falar em alguém "ter peito" ou "ter culhões", mas você sabe REALMENTE a diferença entre ambos?

Vamos tentar esclarecer onde essas duas expressões se diferenciam.




PEITO é chegar em casa tarde da noite, após uma balada com os amigos, e ser recebido por sua mulher segurando uma vassoura, e "ter peito" de perguntar:
- Ainda está limpando a casa, ou vai voar para algum lugar...?

CULHÕES é chegar tarde da noite em casa, após uma balada com os amigos, cheirando a perfume e cerveja, batom no colarinho, e "ter culhões" de dar um tapa na bunda da sua mulher e dizer:
- Você é a próxima, gorducha...!

Esperamos ter esclarecido qualquer confusão sobre as definições, porém, clinicamente falando, não há diferença no resultado:
Ambas terminam em morte!

fininhO disse...

"FMI cada vez mais perto de Portugal"

efpm disse...

Ter colhões é chegar a casa tarde, bêbado, e encontrar a mulher na entrada com uma vassoura na mão, pronta a dar com ela e dizer "vais voar ou vais varrer?".

Ana disse...

está hilária a definição

fininhO disse...

"Bruxelas exige reformas e mais cortes, Governo diz que chega"

g2 disse...

Tá, Ana, casamos amanhã, mas não leves vestida essas roupas esquisitas que dão muito trabalho a tirar. Leva qualquer coisa levezinha, tá bem?

Zeca Galhão disse...

Puto,
Amanhã, tens aula de religião e moral portanto, não podes ir.

efpm disse...

Olha, puto, cristo a fazer-te uma piça...

Zeca Galhão disse...

Tatuou pénis nas costas do amigo


Um australiano de 21 anos foi acusado de tatuar um pénis de 40 centímetros nas costas de um amigo. A vítima, de 25 anos, terá pedido ao amigo que lhe fizesse uma tatuagem oriental, mas este, em vez disso, decidiu desenhar um órgão genital masculino gigante... Agora, a tatuagem terá de ser removida com recurso a laser. Refira-se que o agressor vai ter de comparecer numa audiência em tribunal agendada para o próximo dia 15 de Novembro.

efpm disse...

ahahahahah!!

Zeca Galhão disse...

Matou homem que sodomizou o seu burro

Ahahahahahahahahah!

Isto vai de mal a pior, caralho!

fininhO disse...

"História dos 33 mineiros chilenos, soterrados na mina de San José durante 70 dias, vai ser argumento de um filme pornográfico."

fininhO disse...

tristeza do caralho...

Ana disse...

tá g2, levo só um casaco e nada por baixo!

e não faz mal ser na aula de EMRC, assim ficamos logo abençoados.

não ligues aos invejosos

fininhO disse...

"Americana conduziu durante meses com cadáver no banco do lado"

efpm disse...

33 paneleiros a enrabarem-se numa mina... Ó cum caralho.. Ou ó cum 33 caralhos...

g2 disse...

Não ligo...

Podes levar uma lingerie adequada que eu não me importo, não vás tu ter frio só com o casaco.

fininhO disse...

FMI diz que falência de Portugal é "quase certa"

"O FMI afirmou ontem que os mercados estão a apostar numa falência "quase certa" de Portugal que será obrigado, brevemente, a recorrer aos fundos de apoio"

fininhO disse...

"Ontem, a taxa de Obrigações do Tesouro atingiu os 6,8%, o valor mais alto desde que Portugal aderiu ao euro, o que é já um sinal de alarme, uma vez que o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, avisou que os 7% seriam o limite para a entrada do FMI em Portugal."

efpm disse...

FODA-SE, VENHA DE LÁ A PUTA DA FALÊNCIA DUMA VEZ POR TODAS!

fininhO disse...

FMI! FMI! FMI! FMI!

Ana disse...

g2, gostas mais de vermelho ou preto?

Zeca Galhão disse...

Cachucho não é coisa que me traga a mim
Mais novidade do que lagostim
Nariz que reconhece o cheiro do pilim
Distingue bem o mortimor do meirim
A produtividade, ora aí está, quer dizer
Há tanto nesta terra que ainda está por fazer
Entrar por aí a dentro, analisar, e então
Do meu 'attachi-case' sai a solução!

FMI Não há graça que não faça o FMI
FMI O bombástico de plástico para si
FMI Não há força que retorça o FMI

Discreto e ordenado mas nem por isso fraco
Eis a imagem 'on the rocks' do cancro do tabaco
Enfio uma gravata em cada fato-macaco
E meto o pessoal todo no mesmo saco
A produtividade, ora aí está, quer dizer
Não ando aqui a brincar, não há tempo a perder
Batendo o pé na casa, espanador na mão
É só desinfectar em superprodução!

FMI Não há truque que não lucre ao FMI
FMI O heróico paranóico 'hara-quiri'
FMI Panegírico, pro-lírico daqui

Palavras, palavras, palavras e não só
Palavras para si e palavras para dó
A contas com o nada que swingar o sol-e-dó
Depois a criadagem lava o pé e limpa o pó
A produtividade, ora nem mais, célulazinhas cinzentas
Sempre atentas
E levas pela tromba se não te pões a pau
Num encontrão imediato do 3º grau!

FMI Não há lenha que detenha o FMI
FMI Não há ronha que envergonhe o FMI
FMI ...

Zeca Galhão disse...

Entretém-te filho, entretém-te, não desfolhes em vão este malmequer que bem-te-quer, mal-te-quer, vem-te-quer, ovomalt'e-quer, messe gigantesca, vem-te vindo, vi-me na cozinha, vi-me na casa-de-banho, vi-me no Politeama, vi-me no Águia D'ouro, vi-me em toda a parte, vem-te filho, vem-te comer ao olho, vem-te comer à mão, olha os pombinhos pneumáticos que te orgulham por esses cartazes fora, olha a Música no Coração da Indira Gandi, olha o Muchê Dyane que te traz debaixo d'olho, o respeitinho é muito lindo e nós somos um povo de respeito, né filho? Nós somos um povo de respeitinho muito lindo, saímos à rua de cravo na mão sem dar conta de que saímos à rua de cravo na mão a horas certas, né filho? Consolida filho, consolida, enfia-te a horas certas no casarão da Gabriela que o malmequer vai-te tratando do serviço nacional de saúde. Consolida filho, consolida, que o trabalhinho é muito lindo, o teu trabalhinho é muito lindo, é o mais lindo de todos, como o astro, não é filho? O cabrão do astro entra-te pela porta das traseiras, tu tens um gozo do caraças, vais dormir entretido, não é? Pois claro, ganhar forças, ganhar forças para consolidar, para ver se a gente consegue num grande esforço nacional estabilizar esta destabilização filha-da-puta, não é filho? Pois claro! Estás aí a olhar para mim, estás a ver-me dar 33 voltinhas por minuto, pagaste o teu bilhete, pagaste o teu imposto de transação e estás a pensar lá com os teus botões: Este tipo está-me a gozar, este gajo quem é que julga que é? Né filho? Pois não é verdade que tu és um herói desde de nascente? A ti não é qualquer totobola que te enfia o barrete, meu grande safadote! Meu Fernão Mendes Pinto de merda, né filho? Onde está o teu Extremo Oriente, filho? Ah-ni-qui-bé-bé, ah-ni-qui-bó-bó, tu és 'Sepuldra' tu és Adamastor, pois claro, tu sozinho consegues enrabar as Nações Unidas com passaporte de coelho, não é filho? Mal eles sabem, pois é, tu sabes o que é gozar a vida! Entretém-te filho, entretém-te! Deixa-te de políticas que a tua política é o trabalho, trabalhinho, porreirinho da Silva, e salve-se quem puder que a vida é curta e os santos não ajudam quem anda para aqui a encher pneus com este paleio de Sanzala e ritmo de pop-xula, não é filho?
A one, a two, a one two three

FMI dida didadi dadi dadi da didi
FMI ...

Zeca Galhão disse...

Come on you son of a bitch! Come on baby a ver se me comes! Come on Luís Vaz, 'amanda'-lhe com o José Cacila que os senhores já vão ver o que é meterem-se com uma nação de poetas! E zás, enfio-te o Manuel Alegre no Mário Soares, zás, enfio-te o Ary dos Santos no Álvaro de Cunhal, zás, enfio-te o Zé Fanha no Acácio Barreiros, zás, enfio-te a Natalia Correia no Sá Carneiro, zás, enfio-te o Pedro Homem de Melo no Parque Mayer e acabamos todos numa sardinhada ao integralismo Lusitano, a estender o braço, meio 'Roulant' preto, meio Steve McQueen, ok boss, tudo ok, estamos numa porreira meu, um tripe fenomenal, proibido voltar atrás, viva a liberdade, né filho? Pois, o irreversível, pois claro, o irreversívelzinho, pluralismo a dar com um pau, nada será como dantes, agora todos se chateiam de outra maneira, né filho? Ora que porra, deixa lá correr uma fila ao menos, malta pá, é assim mesmo, cada um a curtir a sua, podia ser tão porreiro, não é? Preocupações, crises políticas pá? A culpa é dos partidos pá! Esta merda dos partidos é que divide a malta pá, pois pá, é só paleio pá, o pessoal na quer é trabalhar pá! Razão tem o Jaime Neves pá! (Olha deixaste cair as chaves do carro!) Pois pá! (Que é essa orelha de preto que tens no porta-chaves?) É pá, deixa-te disso, não destabilizes pá! Eh, faz favor, mais uma bica e um pastel de nata. Uma porra pá, um autentico desastre o 25 de Abril, esta confusão pá, a malta estava sossegadinha, a bica a 15 tostões, a gasosa a sete e coroa... Tá bem, essa merda da pide pá, Tarrafais e o carágo, mas no fim de contas quem é que não colaborava, ah? Quantos bufos é que não havia nesta merda deste país, ah? Quem é que não se calava, quem é que arriscava coiro e cabelo, assim mesmo, o que se chama arriscar, ah? Meia dúzia de líricos, pá, meia dúzia de líricos que acabavam todos a fugir para o estrangeiro, pá, isto é tudo a mesma carneirada! Oh sr. guarda venha cá, á, venha ver o que isto é, é, o barulho que vai aqui, i, o neto a bater na avó, ó, deu-lhe um pontapé no cu, né filho? Tu vais conversando, conversando, que ao menos agora pode-se falar, ou já não se pode? Ou já começaste a fazer a tua revisãozinha constitucional tamanho familiar, ah? Estás desiludido com as promessas de Abril, né? As conquistas de Abril! Eram só paleio a partir do momento que tas começaram a tirar e tu ficaste quietinho, né filho? E tu fizeste como o avestruz, enfiaste a cabeça na areia, não é nada comigo, não é nada comigo, né? E os da frente que se lixem... E é por isso que a tua solução é não ver, é não ouvir, é não querer ver, é não querer entender nada, precisas de paz de consciência, não andas aqui a brincar, né filho? Precisas de ter razão, precisas de atirar as culpas para cima de alguém e atiras as culpas para os da frente, para os do 25 de Abril, para os do 28 de Setembro, para os do 11 de Março, para os do 25 de Novembro, para os do... que dia é hoje, ah?

FMI Dida didadi dadi dadi da didi
FMI ...

Zeca Galhão disse...

Não há português nenhum que não se sinta culpado de qualquer coisa, não é filho? Todos temos culpas no cartório, foi isso que te ensinaram, não é verdade? Esta merda não anda porque a malta, pá, a malta não quer que esta merda ande, tenho dito. A culpa é de todos, a culpa não é de ninguém, não é isto verdade? Quer isto dizer, há culpa de todos em geral e não há culpa de ninguém em particular! Somos todos muita bons no fundo, né? Somos todos uma nação de pecadores e de vendidos, né? Somos todos, ou anti-comunistas ou anti-faxistas, estas coisas até já nem querem dizer nada, ismos para aqui, ismos para acolá, as palavras é só bolinhas de sabão, parole parole parole e o Zé é que se lixa, cá o pintas azeite mexilhão, eu quero lá saber deste paleio vou mas é ao futebol, pronto, viva o Porto, viva o Benfica, Lourosa, Lourosa, Marraças, Marraças, fora o arbitro, gatuno, bora tudo p'ro caralho, razão tinha o Tonico de Bastos para se entreter, né filho? Entretém-te filho, com as tuas viúvas e as tuas órfãs que o teu delegado sindical vai tratando da saúde aos administradores, entretém-te, que o ministro do trabalho trata da saúde aos delegados sindicais, entretém-te filho, que a oposição parlamentar trata da saúde ao ministro do trabalho, entretém-te, que o Eanes trata da saúde à oposição parlamentar, entretém-te, que o FMI trata da saúde ao Eanes, entretém-te filho e vai para a cama descansado que há milhares de gajos inteligentes a pensar em tudo neste mesmo instante, enquanto tu adormeces a não pensar em nada, milhares e milhares de tipos inteligentes e poderosos com computadores, redes de policia secreta, telefones, carros de assalto, exércitos inteiros, congressos universitários, eu sei lá! Podes estar descansado que o Teng Hsiao-Ping está a tratar de ti com o Jimmy Carter, o Brezhnev está a tratar de ti com o João Paulo II, tudo corre bem, a ver quem se vai abotoar com os 25 tostões de riqueza que tu vais produzir amanhã nas tuas oito horas. A ver quem vai ser capaz de convencer de que a culpa é tua e só tua se o teu salário perde valor todos os dias, ou de te convencer de que a culpa é só tua se o teu poder de compra é como o rio de S. Pedro de Moel que se some nas areias em plena praia, ali a 10 metros do mar em maré cheia e nunca consegue desaguar de maneira que se possa dizer: porra, finalmente o rio desaguou! Hão te convencer de que a culpa é tua e tu sem culpa nenhuma, tens tu a ver, tens tu a ver com isso, não é filho? Cada um que se vá safando como puder, é mesmo assim, não é? Tu fazes como os outros, fazes o que tens a fazer, votas à esquerda moderada nas sindicais, votas no centro moderado nas deputais, e votas na direita moderada nas presidenciais! Que mais querem eles, que lhe ofereças a Europa no natal?!

Anónimo disse...

Foda-se lá esta esquerdalhada de pacotilha.

E que venho o FMI de uma vez por todas, caralho.

O António Borges vai acabar a governar esta merda sem ser eleito.

Eça é que é Eça.

chOURIÇO

Zeca Galhão disse...

Era o que faltava! É assim mesmo, julgam que te levam de mercedes, ora toma, para safado, safado e meio, né filho? Nem para a frente nem para trás e eles que tratem do resto, os gatunos, que são pagos para isso, né? Claro! Que se lixem as alternativas, para trabalho já me chega. Entretém-te meu anjinho, entretém-te, que eles são inteligentes, eles ajudam, eles emprestam, eles decidem por ti, decidem tudo por ti, se hás-de construir barcos para a Polónia ou cabeças de alfinete para a Suécia, se hás-de plantar tomate para o Canada ou eucaliptos para o Japão, descansa que eles tratam disso, se hás-de comer bacalhau só nos anos bissextos ou hás-de beber vinho sintético de Alguidares-de-Baixo! Descansa, não penses em mais nada, que até neste país de pelintras se acho normal haver mãos desempregadas e se acha inevitável haver terras por cultivar! Descontrai baby, come on descontrai, arrefinfa-lhe o Bruce Lee, arrefinfa-lhe a macrobiótica, o biorritmo, o euroscópio, dois ou três ofeneologistas, um gigante da ilha de Páscoa e uma 'Graciv Morn' (??) de vez em quando para dar as boas festas às criancinhas! Piramiza filho, piramiza, antes que os chatos fujam todos para o Egipto, que assim é que tu te fazes um homenzinho e até já pagas multa se não fores ao recenseamento. Pois pá, isto é um país de analfabetos, pá! Dá-lhe no Travolta, dá-lhe no disco-sound, dá-lhe no pop-xula, pop-xula pop-xula, iehh iehh, J. Pimenta forever! Quanto menos souberes a quantas andas melhor para ti, não te chega para o bife? Antes no talho do que na farmácia; não te chega para a farmácia? Antes na farmácia do que no tribunal; não te chega para o tribunal? Antes a multa do que a morte; não te chega para o cangalheiro? Antes para a cova do que para não sei quem que há-de vir, cabrões de vindouros, ah? Sempre a merda do futuro, a merda do futuro, e eu ah? Que é que eu ando aqui a fazer? Digam lá, e eu? José Mário Branco, 37 anos, isto é que é uma porra, anda aqui um gajo cheio de boas intenções, a pregar aos peixinhos, a arriscar o pêlo, e depois? É só porrada e mal viver é? O menino é mal criado, o menino é 'pequeno burguês', o menino pertence a uma classe sem futuro histórico... Eu sou parvo ou quê? Quero ser feliz porra, quero ser feliz agora, que se foda o futuro, que se foda o progresso, mais vale só do que mal acompanhado, vá mandem-me lavar as mãos antes de ir para a mesa, filhos da puta de progressistas do caralho da revolução que vos foda a todos! Deixem-me em paz porra, deixem-me em paz e sossego, não me emprenhem mais pelos ouvidos caralho, não há paciência, não há paciência, deixem-me em paz caralho, saiam daqui, deixem-me sozinho, só um minuto, vão vender jornais e governos e greves e sindicatos e policias e generais para o raio que vos parta! Deixem-me sozinho, filhos da puta, deixem só um bocadinho, deixem-me só para sempre, tratem da vossa vida que eu trato da minha, pronto, já chega, sossego porra, silêncio porra, deixem-me só, deixem-me só, deixem-me só, deixem-me morrer descansado. Eu quero lá saber do Artur Agostinho e do Humberto Delgado, eu quero lá saber do Benfica e do bispo do Porto, eu quero se lixe o 13 de Maio e o 5 de Outubro e o Melo Antunes e a rainha de Inglaterra e o Santiago Carrilho e a Vera Lagoa, deixem-me só porra, rua, larguem-me, zórpila o fígado, arreda, 'terneio' Satanás, filhos da puta. Eu quero morrer sozinho ouviram? Eu quero morrer, eu quero que se foda o FMI, eu quero lá saber do FMI, eu quero que o FMI se foda, eu quero lá saber que o FMI me foda a mim, eu vou mas é votar no Pinheiro de Azevedo se eu tornar a ir para o hospital, pronto, bardamerda o FMI, o FMI é só um pretexto vosso seus cabrões, o FMI não existe, o FMI nunca aterrou na Portela coisa nenhuma, o FMI é uma finta vossa para virem para aqui com esse paleio, rua, desandem daqui para fora, a culpa é vossa, a culpa é vossa, a culpa é vossa, a culpa é vossa, a culpa é vossa, a culpa é vossa, oh mãe, oh mãe, oh mãe, oh mãe, oh mãe, oh mãe, oh mãe...

Zeca Galhão disse...

Mãe, eu quero ficar sozinho... Mãe, não quero pensar mais... Mãe, eu quero morrer mãe.
Eu quero desnascer, ir-me embora, sem ter que me ir embora. Mãe, por favor, tudo menos a casa em vez de mim, outro maldito que não sou senão este tempo que decorre entre fugir de me encontrar e de me encontrar fugindo, de quê mãe? Diz, são coisas que se me perguntem? Não pode haver razão para tanto sofrimento. E se inventássemos o mar de volta, e se inventássemos partir, para regressar. Partir e aí nessa viajem ressuscitar da morte às arrecuas que me deste. Partida para ganhar, partida de acordar, abrir os olhos, numa ânsia colectiva de tudo fecundar, terra, mar, mãe... Lembrar como o mar nos ensinava a sonhar alto, lembrar nota a nota o canto das sereias, lembrar o depois do adeus, e o frágil e ingénuo cravo da Rua do Arsenal, lembrar cada lágrima, cada abraço, cada morte, cada traição, partir aqui com a ciência toda do passado, partir, aqui, para ficar...

Assim mesmo, como entrevi um dia, a chorar de alegria, de esperança precoce e intranquila, o azul dos operários da Lisnave a desfilar, gritando ódio apenas ao vazio, exército de amor e capacetes, assim mesmo na Praça de Londres o soldado lhes falou: Olá camaradas, somos trabalhadores, eles não conseguiram fazer-nos esquecer, aqui está a minha arma para vos servir. Assim mesmo, por detrás das colinas onde o verde está à espera se levantam antiquíssimos rumores, as festas e os suores, os bombos de lava-colhos, assim mesmo senti um dia, a chorar de alegria, de esperança precoce e intranquila, o bater inexorável dos corações produtores, os tambores. De quem é o carvalhal? É nosso! Assim te quero cantar, mar antigo a que regresso. Neste cais está arrimado o barco sonho em que voltei. Neste cais eu encontrei a margem do outro lado, Grandola Vila Morena. Diz lá, valeu a pena a travessia? Valeu pois.

Pela vaga de fundo se sumiu o futuro histórico da minha classe, no fundo deste mar, encontrareis tesouros recuperados, de mim que estou a chegar do lado de lá para ir convosco. Tesouros infindáveis que vos trago de longe e que são vossos, o meu canto e a palavra, o meu sonho é a luz que vem do fim do mundo, dos vossos antepassados que ainda não nasceram. A minha arte é estar aqui convosco e ser-vos alimento e companhia na viagem para estar aqui de vez. Sou português, pequeno burguês de origem, filho de professores primários, artista de variedades, compositor popular, aprendiz de feiticeiro, faltam-me dentes. Sou o Zé Mário Branco, 37 anos, do Porto, muito mais vivo que morto, contai com isto de mim para cantar e para o resto.

fininhO disse...

vai dar banho à minhoca

Assento da Sanita disse...

Zeca, com um clíster ficas mais bem disposto.

Zeca Galhão disse...

Mas eu já pesquei, finO...

fininhO disse...

eu também já pesquei a cona à tua prima

Zeca Galhão disse...

A ideia era irritar alguém, foda-se!

Zeca Galhão disse...

Mas tu gostas de taínha, finO?
Foda-se, ca nojo!

Assento da Sanita disse...

A coisa que mais me irrita é arrancar pintelhos do cu ao despegar aquelas catotas que fazem 'ponte' entre as duas bimbas. Isso sim é irritante.

fininhO disse...

Lusa, 12:00

"Juros/Dívida: Bruxelas diz que eventual recurso de Portugal a mecanismos de ajuda "não passa de especulação"


Olha! Afinal é tudo mentira!

fininhO disse...

Esparguete com Almôndegas


Ingredientes:
Para 4 pessoas

Para as almôndegas

1 cebola picada
1 dente de alho picado
350 g de carne picada (vaca ou carneiro)
1 gema de ovo
1 colher de sopa de mistura de ervas aromáticas secas
1 colher de sopa de azeite
sal
pimenta preta de moinho
Para o molho

3 dl de polpa de tomate
2 colheres e sopa de manjericão picado
1 dente de alho picado
sal
pimenta preta de moinho
350 g de esparguete
1 haste de alecrim para enfeitar
parmesão ralado para acompanhar

Confecção:

Para fazer as almôndegas, misture bem a cebola com o alho, a carne, a gema e as ervas.
Tempere.
Divida a mistura em 20 bocados e molde-os em bola.
Coloque-as num tabuleiro, tape com película aderente
e leve ao frigorífico 30 minutos.
Deite o azeite numa frigideira, introduza as almôndegas e frite-as durante cerca de 10 minutos, virando-as.
Regue com a polpa de tomate, junte o manjericão, o alho, tempere e deixe ferver, tapado, cerca de 20 minutos ou até as almôndegas estarem macias.
Entretanto, coza a massa em água abundante a ferver temperada com sal.
Escorra o esparguete impecavelmente e distribua-o pelos pratos.
Disponha por cima as almôndegas com o molho.
À parte, sirva bastante parmesão ralado na altura.

g2 disse...

De preto.

g2 disse...

Zeca, larga isso, pá, faz-te mal à saúde, já disse.

Assento da Sanita disse...

Larga o besusgo que já está escamado que chegue.

fininhO disse...

.

g2 disse...

ADAS, ele não anda agarrado ao besugo! Se andasse, outro galo cantaria.

efpm disse...

No Alentejo, um autocarro que transportava o governo chocou com uma árvore.

Pouco depois, chegou um jornalista e perguntou a um alentejano que
estava por ali com uma pá na mão:

- O Senhor viu o que se passou?
- Vi, si senhóri. O autocarro co' governo espetou-se no chaparro.
- E onde estão os políticos?
- Enterrê-os todos!
- Mas... não estava nenhum vivo?
- O 1º Ministro dizia que sim, mas vossemecê sabe como ele é mentiroso..

efpm disse...

...


































PRRRÁÁÁÁ!!!

Ana disse...

de preto irei, então mon amour!!!

Zeca Galhão disse...

Vais de preto mazé por causa dos hematomas...

Me disse...

Xiiiii!! O que para aqui vai!!!

Gonçalves, o abonado disse...

Olha, olha...

g2 disse...

Muito bem, Ana.. e de saltos altos, fáxavôr, quero ver esse bambolear a bambolear como deve ser...

g2 disse...

Esse mon amour derreteu-me completamente...

g2 disse...

Olhá MEEEEEE........

Me disse...

Já vi que têm amiguinhos novos...

Bock disse...

Olá, mé-mézinha.
Vir aqui e atrombar (ie, dar de caras, ou seja, com a tromba) contigo foi uma agradável surpresa.

Amiguinhos? Foda-se, eu cá não me dou com branquicéfalos mentais, pá, olha lá isso.

Me disse...

Olá, Boquitoinhozinho,
Tu podes não gostar dos mânfios... mas olha que eles gostam de ti e, pior, everyone has a price... even you...

Me disse...

Oh, Lingrinhas... e tu ficas-te?!

Me disse...

Contrataram guionistas?
Para quê?
Os filmes que faziam não chegavam?

E, assim sendo, porque não contrataram dos bons???

Anónimo disse...

Que conversa parva é esta que vai para aqui?

Memé, pá, vieste desestabilizar a loucura imanente que já é uma característica permanente do quadro demente desta gente.

Toma lá cuidado, ó traveca campina.

chOURIÇO

fininhO disse...

olha este armado em campino...

Bock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Me disse...

ENA!!! Tanta passarinha arrufada!!!
All because of sweet little Me?!?!
Ohhhh... são uns queridos!!

Vamos lá ao que interessa.

chÓRINHAS,
Já te disse que não te empresto a minha vara, pá. Pára de chorares para levares umas varadas como só as Ribatejanas sabem dar. Mau...

Bock,
Olha que por causa desta minha língua, já levei com muita coisa...

Bock disse...

Tem lá cuidado com essa língua, que mais parece viperina, oh vaquinha tresmalhada, que tarda nada ainda desfaleces a levar com um pingalim de porco preto nas nalgas.

Me disse...

A gaguez fica-te mal Bóquinhalarilarolozinha.

E não me chames vaquinha que fico toda menina...

Zeca Galhão disse...

Me, galinha doida!

Já conseguiste a liberdade condicional, foi?

Me disse...

Não. Troquei cigarros por um i-phone.

fininhO disse...

galinhola

Me disse...

Lingrinhas...
Cocó.

Bock disse...

quando te chamam vaquinha ficas em ponto de rebuçado, mé-mézinha?

Me disse...

Boquinharepenicadinha,
Não... Fico é mais atenta aos cornos que vejo em que mo chama...

Me disse...

Mas qué esta merda de se apagarem comments?!?!?!
Desde quando!??!?!?!
MAU!!!

Anónimo disse...

Andaste mesmo no espaço sideral, Memé...

É apenas isso que tenho para te dizer.

chOURIÇO

Bock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bock disse...

Eu cá não apago nada.
já disse: não faço caso a branquicéfalos com EEB. Nem 2 cliques merece, e acho que deviam todos fazer o mesmo.

Me disse...

chÓRAS,
'Tou a ver que sim...

Anónimo disse...

Discordo do que tu achas, mas vai dar ao mesmo, porque nem tenho sido eu a dar os dois cliques.

Nem consegui chegar a tempo de ler os comentos apagados.

Mas que se foda.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Incomoda mais a figurinha que vem agarrada aos comentos do que os comentos idiotas propriamente ditos.

Mas que se foda.

chOURIÇO

Bock disse...

Tens todo o direito de discordar, coirão.

E acho bem que discordes, se discordamos em tantas outras coisas, porque não nesta também?

Porque é que as nossas discordâncias se têm de reduzir a eu gostar de gajas e tu de homens?

Me disse...

(HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!)

Anónimo disse...

Discordo de ti.

chOURIÇO

Bock disse...

Incomodar?
Foda-se, lá estás tu a dar importância a um grão de poeira.

Bock disse...

Olha que isso é estranho. Eu sou homem.

Estás a ser incoerente, pá.

Anónimo disse...

Pá, não estou propriamente interessado em ver cus de gajos, com os respectivos badalo e pompôns, a decorar o meu monitor.

Tanta merda que esta puta deste sistema bloqueia e é precisamente as fotografiazinhas ridículas que acompanham os níques que este caralho deste sistema não impede de aparecerem. Mas se eu quiser seguir um línque para um perfil, foda-se, já não deixa.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Para já, essa afirmação é perigosamente refutável.

E o resto da argumentação que se seguiria cai toda por terra na base dessa premissa, pelo que, por razões de economia (lá está, uma coisa que está na moda), escuso-me a desenvolvê-la.

Memé, traveca, para quê tanto riso de boca escancarada? Tás à espera que alguém te meta alguma coisa aí?

chOURIÇO

Bock disse...

Qdo abres a janela dos comentos não te aparece uma pergunta a que respondes sim ou não?
Se sim, diz que não, que já não vês fotos imbecis, a mim deixou de incomodar e a ti deixava-te ficar desentumescido.

Bock disse...

Não, não é refutável.

estás a ser incoerente e ponto.

COmo é que vais refutar uma merda destas????

És mesmo súcubo, pá.

Anónimo disse...

Cala-te, inimputável.

A incoer~encia mede-se também pela coerência dos outros, pelo que, se estabelecêssemos aqui uma lógica aristotélica e um raciocínio silogístico, incoerente és tu.

Além de não seres homem, claro.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Presumo que tenhas apreendido o sentido dessa palavra recentemente, não?

Pelo menos, o sentido que para mim era menos conhecido, porque a parte endemoninhada é sobejamente conhecida.

Mas tu sucúbas de saber feito, certamente.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Olha o caralho, atão deixam-me aqui a falar sozinho?

Anuei.

Humpf...

chOURIÇO

Bock disse...

Vai levar no cu, mariquita.
A incoerência mede-se plo caralho que ta foda, e eu cá não sou nada incoerente, tu é que és, ao dares o clito por não dito, ou coisa que o valha.

Achei +piada à palavra. Mas achei muito menos piada à palavra do que a que tu retiras de olhar para certas e determinadas imagens de másculos e viris orifícios anais.

Anónimo disse...

*aMuei.

Caralhosfodamotecladoconadamana.

chOURIÇO

Anónimo disse...

Olha, pá, vai obrar, que te vejo com umas cores esquisitas.

Isso devem ser gases presos no interior da tua cloaca, por muito estranho que pareça, dada a liberdade que lhe dás.

chOURIÇO

Bock disse...

JÁ FUI!


AHAHAHAHAHAHA

acabei d'obrar, caralho!



AHAHAHAHAHAHAHAHA



ele há coincid
encias do caralho, pá.


Mas de gases e das estranhezas que te parecem, aos costumes digo nada.

Anónimo disse...

Pronto.

E aos costumes disse nada.

Expressão relativamente idiota, mas que faz muito sentido num livro do José Cardosos Pires.

chOURIÇO

Bock disse...

Intelectualóide do caralho.

Deves ser do Bloco, não?

Caviarzinho esquerdalho!

Vai apanhar na frigideira, ou na farinheira ou lá o que é.

Que eu cá vou ali.

Anónimo disse...

Sim, do bloco de notas.

O caralho, mas é.

Vai lá, vai, e bom fim-de-semana.

A ti e aos restantes.

chOURIÇO

Me disse...

Oh linguiça rescaldada,
Eu rio-me com o que eu quiser aberto, ouviste?!?!?!
MAU!

Me disse...

(português um pouco esquisito, mas pronto...)