segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

ahahahahahah!!!


Olhó comboio!

55 comentários:

Bock disse...

Primeiros, só para dizer que estás muito políticamente incorrecto, FPM. fazia de ti a ideia de seres uma pessoa mais respeitadora da diferença, nomeadamente dos direitos de quem não te agrada por aí além, como as minorias e as mulheres.

Deus te valha, foda-se, porque se tiver de ser Cristo tás bem fodido!

fpm disse...

Eu, somente acho que há minorias cujos direitos também deveriam ser "respeitados" se é que é disso que se trata... Afinal de contas, todos votamos, ou não?

Esta cena dos paneleiros e das paneleiras é uma aberração.

fpm disse...

Esta foi a lição mais anti-democrática que este país recebeu, fora o antes e o imediatamente-pós 25/4.
Uma pequena pseudo-elite pseudo-urbana decidiu pelo país todo - a reboque do lobby gay. Pá, nojento! E estamos a falar dum país altamente conservador! E estou a falar do país real, claro, claro...

Bock disse...

Porque é que lhe chamas pseudo?

fpm disse...

Foda-se, esta merda era assim, e duma vez por todas - independência para a Madeira e para o principado de Lisboa, mas já! É que são as 2 "regiões" que estão mais desfazadas daquilo que é o nosso país. Uma porque são uns ressabiados do caralho e uns chulos/ladrões duns mal-agradecidos. A outra porque tem o poder de fazer o que muito bem entende, não ouve ninguém, não conhecem aquilo que gere, também roubam como uns cães (e aqui são, também, alguns cabrões que vêem da província e que imediatamente a esquecem para se tornarem príncipes do condado Olissipense).

Penso que se resolvia o problema deste desfazamento de mentalidades, pretensões, ideais e de políticas desajustadas, inúteis e desajustadas à realidade.

Ah, e chupem-mos com jeitinho.

fpm disse...

Porque só o são nas cabecinhas ocas deles, claro... E basta ser minimamente viajado para constatar isso.

Bock disse...

Então mas tu não achas que é legítimo - e caga lá agora no facto de chamarem aquilo casamento - que 2 paneleiros ou duas fufas que vivam juntos há uma carrada de anos não possam ser herdeiros um do outro, se assim o desejarem? Ou terem uma pensão de viuvez?
Foda-se, deixa lá agora de ver as marias amélias com quem privas amiúde nos bares gays do norte, e tenta lá só por um bocadinho imagi nar duas fufas camionistas que vivem juntas há 30 anos - que as há! - ora, à parte o facto de gostarem de atrombar em conas (coisa que em nada me choca, devo dizer) em que é que as suas expectativas jurídicas, nomeadamente sucessórias, são diferentes das tuas, pá?

Francamente não estou a ver qual é que é a importância desta merda nem porque é que se faz tanta celeuma com uma paneleirice destas.
é como com o aborto: uma pessoa pode concordar, ou pode discordar e pratica ou não pratica. O que interessa é que quem o quiser fazer, o possa fazer em condições de segurança e higiene.
Com o casamento é a mesma merda. Sejam pessoas do mesmo sexo ou de sexos diferentes. Quem quer usufruir do acervo de direitos e obrigações emergentes desse contrato, casa. Quem não quer, não casa.

So much ado about nothing, pá.

e por uma vez na vida, atenta, tu e já agora o chOURAS também, no indizível: o Sócras, esse coirão, paneleiro, abafador de palhinhas, sugador de marsapos, amigo do chavéz, namorado do Diogo Infante e que anda a fazer de conta que não o é com uma gaja que até há quem diga que parece uma traveca, e o caralho a 7 impôs a disciplina de voto (coisa com que discordo à bruta) aos deputados do PS, não para os obrigar a votar a lei do casamento gay, como eu tinha inicialmente pensado, mas, ao contrário, PARA EVITAR QUE APROVASSEM A ADOPÇÃO por casais gays.
Segundo consta, havia qq coisa como PELO MENOS UM TERÇO da bancada rosa (lá está!) que queria embarcar na proposta do Bloco e aceitar tanmbém a adopção por casais gays.

É caso para dizer: e esta, hein?

Assento da Sanita disse...

Ouvi de muitas pessoas argumentos para a sua própria posição desfavorável, do tipo ' este país é conservador, as pessoas não estão preparadas, etc.' Mas na medida em que se trata de reconhecer a liberdade individual que objectivamente não prejudica terceiros, com que direito se pretendem impor condutas baseado naquilo que se acha que a generalidade do povo português prefere? (o caso de um hipotético referendo, por exemplo) Cada um deve falar por si próprio e mais nada.

fpm disse...

Pena que a expressão "abrir um precedente" não vos diga nada...

Assento da Sanita disse...

Sim, há o sexo com animais e a necrofilia. No último caso a questão das heranças complica-se deveras...

Bock disse...

Então não diz: a partir do momento em que entalas o nabo pela primeira vez em empapada bernarda está aberto o precedente!

É ou não é Zé Carlos?
Pimba mesmo nas nalgas! Olh'o precedente do Zé Carlos todo escachado!

fpm disse...

E sendo verdade que a mim tal coisa não me afecta em nada, podemos então pensar que o Sócrates pode até declarar guerra a Angola que a mim também não me afecta nada... Pode é afectar os meus filhos, ou os de outra pessoa... Esses cabrões do PS e do BE são uns filhos da puta duns irresponsáveis, que tudo fazem para terem votos.

fpm disse...

Por exemplo, os gays nunca foram proibidos de entrar em lado nenhum, mas em Paris, e mais propriamente na zona de Marais, há discriminação em relação aos heteros, sabiam? E estamos a falar dos paneleiros altamente "modernos" e "avançadíssimos", cujo pres. da camara é assumido...
É para isso que se legisla, rara os gajos se "vingarem"? estarão os paneleiros e as paneleiras portuguesas preparados(as)? Eu acho que vão haver algumas cabeças partidas...

Anónimo disse...

A Angola?

Nem pensar!

Cocas, pá, acreditas mesmo em contos de fadas? Que o PS iria aprovar o quê e foi por isso que o Sócras impôs disciplina de voto?

Dream on, sucker!

E,já agora, suck on, dreamer!

chOURIÇO

fpm disse...

Ya, Bock, é uma brincadeira...

Assento da Sanita disse...

Não tem comparação...uma guerra a Angola, pá.

fpm disse...

A comparação é a de se legislar irresponsavelmente numa matéria que diz mais respeito à sociedade futura que à presente, sem se medirem as suas consequências. E com a facilidade e ligeireza com que foi feita, e sem se consultar o povo, que deveria ser soberano. Isto não pode ser ir para o poder e depois mandar foder o povo. Eram só 90 e tal mil assinaturas...

Bock disse...

Cala-te, muLHER.
era o que vinha no Púbico, no Espesso e no Jornal da TV estatal.

Mas se calhar estão todos corrompidos, ou assim, realmentre, tens razão, é melhor não lhes fazer caso.
Mas... espera!!! eles estão sempre a falar mal do PM!
Devemos ou não devemos fazer caso aos mérdia?
...agora fiquei baralhado, caralho.

Que esquisito!

Éfe, pá, ninguém disse que os rotos fossem perfeitos, pá. Isso é a lógica da caridade cristã, olha lá isso, que já pareces o cónego Remédios!
Bom, vá, ide em páz(e), podeis(e) cajar (plo chibil), mas(e) cuidai! Nada de deshcriminar os gajos-e-e que não gostam de enfim, praticar o amor com outrosje homens(e) nem, de provar marsapos(e) e shémen(e)!

E eu comecei por escrever: tira lá as vistas dos gajos com quem costuma confraternizar nos bares gays...

Não podes tomar o todo pla parte.

Bock disse...

E mais: se o país é assim tão conservador porque é que o PS está a fazer isto para ganhar mais votos???

O Bloco ainda vá, com a cena da imensa minoria, só reforça a sua posição e eleitorado, agora, os rotos do PS? Afastaram com isto toda a ala 'cristã-socialista' que se revia no Guterres, por ex., de uma penada pá.
...quais votos quais quê!

fpm disse...

Porque para esses anormais irresponsáveis e arrogantes, o país é Lisboa, olhó caralho!

Assento da Sanita disse...

Não é Lisboa. É o PS e mais as hordas de caciques que existem pelo país fora. Todos fazem o que querem. Repara que aquilo a que chamas 'Lisboa' são as elites de todo o país que aqui estão. As famílias do costume do páis inteiro. Não tem nada a ver com Lisboa.

Anónimo disse...

Nisso o FêPêMê tem razão: a aprovação do casamento homossexual é uma exigência urbana.

Mainada.

Desculpa lá, Cocas, sei que és um gajo muito letrado, mas essa imensa minoria de um terço dos deputados do PS veio de uma sondagem à boca das urnas?...

chOURIÇO

Bocque disse...

As putas ao poder c'os filhós já lá estão!


Anarquia ou sorte!

fpm disse...

Em França, e mais propr. em Paris também era um mar de rosas, acharam-se moderníssimos e avançadíssimos, mas vai lá agora ouvir o que se passa, já não os podem ver à frente... Impõem-se, impõem às outras pessoas imagens nojentas, andam aos linguados nas esplanadas e apalpam-se todos em frente a quem quer que seja. Neste momento, Paris é a capital do sexo alternativo. Aquela merda é um nojo de paneleirada. Era isto que queriam? Falei lá com uma gaja que estava meio deseperada, dizia ela que só há paneleiros e homens casados, que não consegue arranjar namorado. E estava a falar a sério, pois as amigas queixavam-se do mesmo. Nem de propósito, uma amiga minha aí de Lisboa diz o mesmo...

fpm disse...

Adas, estás completamente enganado, desculpa...

fpm disse...

Em ralação aos caciques, Adas, não estiveste atento às últimas eleições autárquicas, parece-me...

bock disse...

paiOLA raBICHOLA, fazendo vistas grossas a esse comentário algo despropositado de eu ser muito letrado que não percebi a que propósito veio, pelo que li veio de declarações do líder da banconacada parlamentar.

E espantou-me porque nunca me teria pasasdo pela marmita que 1/3 daqueles filhos da puta pudesse ter uma opinião favorável à adopção por casais gays.

e ainda menos que fosse isso a impor disciplina de voto pelo PM.

seja como for, eu sou completamente contra essa merda da disciplina.

Seja de voto ou de que tipo for.

Anarquia e superbock.

Assento da Sanita disse...

Estou? Quando me inteiro das relações familiares deste ou daquele na política ou numa empresa pública, o que vejo são filhos desta ou daquela família aristocrática 'da província'. Sem grandes excepções. Está também burguesia rica de Lisboa, claro.

Bock disse...

O que mais para aí há é gajo a querer namorar com gajas.

Cá para mim as tuas amigas são é uns coirões, pá.

E isso de os gays andarem a impor certas e determinadas merdas também não me parece lá muito bem, claro, mas foda-se, França não é termo comparação para nada.

São uns chauvinistas debochados decadentes, e que que ainda por cima não tomam banho. Têm o que merecem.

fpm disse...

Não acho nada disso, e penso que só podes nomear 2 ou 3 casos desses...

fpm disse...

Tb acho que têm o que merecem, mas e tu tb achas que mereces isso?

fpm disse...

Vais tomar um cafézinho e tal e tens ao lado um carteiro a mamar na boca do senhor das obras...

Assento da Sanita disse...

Estive. No caso do Bloco tens razão, mas não é disso que falo. Referes-te a uma classe de políticos arrivistas mal-nascidos, ambiciosos e sem escrúpulos democráticos entre os quais se incluem o sócrates, cavaco ou gajos como o dias loureiro. Esses são moços de recados dos primeiros e vão ficando com as migalhas. E fodem-se bem fodidos quando metem o pé na argola, pois ninguém lhe aquece as costas. Arriscam e quando caem...caem.

Bock disse...

Éfe, pá, essas merdas nunca vão acontecer em Portugal. nem no Chiado que é o maior antro de paneleiragem deste país, quanto mais no norte, foda-se.
Tem juízo, mas é pá, e deixa-te de exageros. Os senhores das obras são todos homofóbicos e os carteiros têm muita senhora necessitada para atender: muita encomenda para meter na ranhura!

Para o bem e para o mal, nesta terra, dificilmente vais ver merdas dessas.

fpm disse...

Caem, caem... Depois de foderem não-sei-quantos milhões e a justiça sem fazer um caralho!

bOCK disse...

É TUDO UMA DATA DE GATUNOS DE CHUPISTAS E DE ALDRABÕES!

fpm disse...

É mazé uma cambada de maricas nojentos.

Anónimo disse...

Os carteiros levam no pacote!

E os senhores das obras é com o camartelo!

E as famílias de que o AdaS fala são do PS.

E o Cocas ainda acredita nas declarações provenientes das faldas do PS! É como a ingerência do Cavaco na agenda política do PS quando diz que a são Economia e o desemprego que preocupamn o país!

Nah, interessa é casar os homossexuais.

chOURIÇO

fpm disse...

Sim, isso sim, é importantíssimo...

Então aquele roto do Vale e Almeida, aquilo era só à chapada...

Assento da Sanita disse...

Já agora a posição da IURD que é: [A IURD] não pode aceitar em silêncio que Projetos de leis contrários à Bíblia e aos padrões morais da nossa sociedade, como estes, venham atolar ainda mais a sociedade, que sobrevive em meio a tantas mazelas. Ainda mais que, com essa “união”, haverá abertura para a adoção de crianças por pais adotivos homossexuais, as quais, inevitavelmente, assimilarão os mesmos princípios praticados pelos “pais”. Tais projetos, sem dúvida, são de inspiração demoníaca.
A liderança de nossa igreja expressou, em um encontro exclusivo com o Presidente da República, o nosso posicionamento bíblico sobre a união de homossexuais, a legalização do aborto e das drogas: somos 100% contra tais projetos. Enfatizamos que a aprovação de leis como estas significam uma afronta à sociedade cristã, que acredita nos princípios bíblicos. Concordar com essa sugestão abominável, significa voltar às costas ao Criador que instituiu o casamento entre “macho e fêmea”, Gênesis 2.24 e não entre indivíduos do mesmo sexo. O homossexualismo é uma perversão satânica dos instintos sexuais do ser humano.

Anónimo disse...

E a questão de seres muito letrado, Cocas, tem a ver com a quantidade de jornais que leste neste fim-de-semana, pá, tem calma.

Não era nenhuma ofensa.

chOURIÇO

fpm disse...

A iurd? ahahahahahah ó Adas, foda-se...

fpm disse...

Ou muita sopa de letras, ahahahahah.

Assento da Sanita disse...

'Olá meu nome é Andressa e tenho 24 anos. Eu sou lésbica e namoro uma mestiça (descendente de japonês). Gostariamos de ir para o Japão para trabalharmos juntas, mas eu naum posso ir por naum ser descendente. Procuramos casais gays, amigos, primos, onde possamos fazer um esquema para irmos todos juntos para o Japão trabalhar. Obrigado!'

Anónimo disse...

Governo decidiu corte de dez a 15 por cento no investimento do Estado em 2010

Claro que isto foi depois de jurarem a pés juntos - antes das eleições, claro - que o défice não iria laém dos três por cento ou que não estava a derrapar ou o caralho.

Podes confiar no PS, podes...

chOURIÇO

Anónimo disse...

E ainda vamos ter aeroporto?

Ou TGV?

E dinheiro, onde há?

Hum?...

chOURIÇO

Assento da Sanita disse...

Já ouviste falar de bancos?...
O que o país vai penhorar é que não sei bem o que será.

fpm disse...

Ouve-se falar muito em bancos, realmente.

Anónimo disse...

A PROPAGANDA deste governo envergonharia o Ministro da Propaganda Alemão. Dos anos trinta/quarenta, não sei se estão a ver.

Mas envergonharia pela sua incompetência em fazer parecer melhor a máquina nazi.

Teria muito a aprender com o Sócras.

chOURIÇO

Anónimo disse...

E, posto isto, vou-me pirar.

Bancos de escola, é o que é preciso, AdaS.

Ainda há muito a aprendar.

chOURIÇO

fpm disse...

Bancos de escola, mas sem acessórios gay! Bancos normais, entenda-se.

Anónimo disse...

A Câmara de Lisboa analisa quarta-feira o pagamento de mais de um milhão de euros à Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa (EMEL) pela vigilância dos túneis da Avenida João XXI e do Marquês de Pombal.

O que é esta merda, caralho?

chOURIÇO

Assento da Sanita disse...

De acordo. E já agora bancos de esperma.

Bock disse...

Empenhar, se fazes favor, AdaS.
Penhorar é na fase subsequente, quando a coisa começar a falir à séria.

Podem sempre sugar da teta da CGD. É uma vaca grande, gorda e porca, munto porca.

chOURIÇO, pá, eu cá acredito tanto no que diz a 'máquena' partidária dos cor-de-rosa, como a dos cor-de-laranja, vermelho, azul ou das cres do bloco, sejam lá elas quais forem.

seja como for, sai dos mérdia, portanto, como estão manipulados nem vale a pena um gajo dar-se ao trabalho.

E sim, o frio neste fds concedeu-me tempo de leitura. Um luxo, portantos.

Prontos, e agora vai levar no cu.

Éfe, sopinha de letras vai ser hoje. Ao jantar. Canjinha de galinha.


"A Mariazinha
fez chichi na panelinha
e foi dizer à vizinha
Que eram caldos de galinha."

Anónimo disse...

Anedota do dia



Um casal de gays teve um filho (não sei como, mas também não interessa)!
Após o parto foram vê-lo ao berçário onde todos os bebés choravam menos um.
Um dos gays, babado, diz à enfermeira:
-"Ai, não me diga que é o meu?"
-"Sim", responde a enfermeira, "mas escusa de ficar tão contente porque se
lhe tirar a chupeta do cu, chora como os outros!..."

chOURIÇO