quarta-feira, 30 de julho de 2008

iPod


Apesar dos muitos iogurtes pequeninos, Xenofonte, andava com o organismo desregulado. O súbito aperto intestinal levou-o, pela sétima vez, aos lavabos. Sentou-se na sentina dos seus aposentos, que era sebenta e sarrosa; tinha a tampa de madeira empenada, lascada e os parafusos ferrugentos já lassos, o que concorria para o assento estar meio solto. Mais, havia qualquer coisa no sifão que fazia com que, repetidamente, parte das fezes refluíssem por muito que puxasse o autoclismo. Xenofonte evacuou copiososamente – num jacto que pintalgou de castanho-ocre toda a superfície interior da sanita – e sentiu-se aliviado. Até parecia que as paredes do cólon pélvico se encostavam após largo tempo de separação. Uma salvífica sensação de distensão atravessava-lhe o plano transtubercular permitindo uma respiração mais suave e relaxada. Nisto, uma luz rósea e evanescente vinda do fundo da sanita iluminou-lhe as partes privadas. Uma voz profunda e bem modulada falou-lhe do sifão: era Deus Nosso Senhor.

- Xenofonte…Xenofonte…

Como era temente a Deus, Xenofonte levantou-se de supetão, assarapantado.

- Mas…er…Senhor, eu não estava á espera… Desculpai, meu Pai. Tens de convir que é um sítio um pouco insólito para uma teofania, a minha pobre sanita.

- A tua sanita serve perfeitamente, se bem que este cheiro a pinho do bloco WC pato é um bocado enjoativo. Muda para Harpic para a próxima, ok?

- Mas eu pensava que Tu eras o processo evolutivo e auto-organizador do Universo e não uma entidade pessoal.

- Pois, batatas.

Xenofonte falou para o fundo da retrete cobrindo os olhos com a mão para não contemplar a face do Senhor e temeu.

- Tenho uma mensagem para a Humanidade e tu serás o meu mensageiro.

- Dize, Senhor. Sou o Teu servo e farei como me ordenares.

- ‘Farás uma arca com dois estádios de comprimento e doze côvados…’; não…espera, não é isso. É outra coisa: ‘Não cobiçarás o burro de teu vizinho, nem descobrirás a nudez do boi para…’

- ‘Para…’, Senhor?

- Para coisas.

- Mas, desculpai; os bois andam já andam nus, Senhor.

- Andam?

- Sim.

- Ok. ‘Cobrirás a nudez do boi e temerás a Javeh, teu Senhor e não levantarás altares a Astarté em lugares altos, nem cobiçarás o burro de teu vizinho. ‘

- Parece-me uma mensagem um pouco desadequada para os tempos que correm. Quase ninguém tem vizinhos com burros para cobiçar. Não podes meter antes um IPod?

- Não. Já cá está o vibrador com veias. Não cabe mais nada.

- …er… Não é isso. Um decreto divino com um IPod…?

- ‘Farás uma arca de doze cóvados e meterás lá os teus iPods’. Está bem assim?

Xenofonte suspirou e puxou o autoclismo.

34 comentários:

Upa Upa disse...

Ahahahah.Parabéns pela imaginação.

Uuoopssss!

Anónimo disse...

:D:D:D:D

Esse estramónio está puríssimo! :D


booberella

dum dum disse...

Soberbo!
Mais um excelente texto apócrifo, mas claramente de inspiração divina.

fininho disse...

foda-se! Ca ganda merda!

fpm disse...

E conas?

fpm disse...

E mamas?

fpm disse...

(as mamas da boobies...)

Anónimo disse...

AdaS:
Estava eu aqui a pensar …quão misteriosas são as tuas fontes de inspiração …a donde é que tu vais buscar estas ideias …tamanha veia criativa, jorra assim naturalmente, leve, levemente… fluem-te assim as graças, da boca para fora …assim sem mais nem menos …Mas que grande obreiro…”poura!” que eu não digo asneiras, (só em inglês)!
x's Ana

Assento da Sanita disse...

Não gostas, finO? Vou-te às fuças, caralho!

Assento da Sanita disse...

'obreiro'...hum. :-)

Anónimo disse...

Éfe, veja lá se qué levar um 'stálo.

Qu'horror!Pamôddeus!Que maçada!


:D
;)


booberella

Anónimo disse...

FinO, tem cuidado com o AdaS senão vais ter o mesmo destino que o sandro num destes nhams: vais para dentro do aquário das sapateiras. :D


booberella

fpm disse...

Ui, um bico de sapateira, que loucura... Esqueço já uma pívia com uma lula.

Assento da Sanita disse...

Mata! Mata, mata!...grrrrr!...

fpm disse...

He lááá, sapateira filhadaputa, he láaaaaaaaa!!!

fininho disse...

tá calada pá, não digas asneiras e mostra as tetas... adas, seu coirão fedorento, fuças tens tu na peida e quem lá vai vem com um crucifixo estampado na ponta da gaita... (disse-me o Sandrete, que fica com aquela merda ali agarrada para toda a vida)

Paneleiros de Cristo.

fpm disse...

Rotos de sacristia.

fpm disse...

finO, posta aí um belo dum par de mamas para alegrar esta merda. (Já q a chungosa da boobies não se chega à frente...)

Assento da Sanita disse...

Colectivo de paneleiros do Sagrado Coração de Maria.

Junta a nós. (5 eur. e foto de corpo inteiro)

fininho disse...

eu posto mas é a cona da tua prima aos saltos na frigideira de cebolada e tomatada... tirei uma foto com o petisco mesmo no ponto.

fininho disse...

posta tu.

fpm disse...

Posta isso, então, essa cebolada.

fpm disse...

Não tenho autorização para postar, caducou, foda-se, boi do caralho...
Anda lá, caralho, põe aí as mamas da...

fininhO disse...

Caducou o caralho... ora vê lá isso como deve ser... aqui na casa das máquinas diz que o que caducou foram os teus privilégios de administrador... os de postador, não.

fpm disse...

Só posto com plenos poderes.

fpm disse...

Oh não! O seu convite para este blogue expirou
http://varetaphunda.blogspot.com/

O mais aconselhável é contactar g2 , um administrador deste blogue, e solicitar um novo convite.

Página inicial | Acerca de | Buzz | Ajuda | Idioma | Criadores de aplicações | Loja
Termos de utilização | Privacidade | Política de Conteúdo | Copyright © 1999 – 2008 Google

fininhO disse...

então, e tens plenos poderes para postar... ò passarinho.

fpm disse...

Vês?

Anónimo disse...

E, pumba. Já mandei um


Ah, caraças, raisparta a merda do frio na barriga.

booberella

Bock disse...

Olha-me ele, armado em menino!!!!


Posta lah essa merda que tens para postar, seja lah ela qual for, CARALHO!

E de caminho - em te apetecendo contrariar a tua natureza - posta mamas!

Obrigracias.

Bock disse...

A Boobs tah-se a desfazer em gases... eish.

fpm disse...

Pois, tens razão, ó paneleirinho.

Ora vê lá como é que ficou a nova posta... Mas cuidado com o jacto... Põe os óculos de mergulho.

Anónimo disse...

Ah, ah, ah! Olha, saiu-me um comento incompleto.

Ai os nervos, catano. Nem sequer me zango contigo Éfe, tal é a maneira como estou com a cabeça noutro lado.


Gostava eu de poder explicar aqui.

Ai caraças. E as madres superioras estão aqui a partilhar burdas e revistas de lavores.

Ai, que estou a ficar oxigenada.

booberella

fpm disse...

Posta!