sexta-feira, 20 de março de 2009

ACERCA DOS PRESERVATIVOS



Caros fieis, cáfila de velhas beatas, escuteiros, meninas do Colégio do Planalto e homossexuais católicos esquizofrénicos. Venho aqui falar-vos de preservativos, assunto sabia e oportunamente alvitrado na visita que o nosso amado Papa Bento XVI ora faz ao continente africano, apesar de poder vir visitar a Damaia, que era o mesmo. Para as múmias mais velhas, esclareço que os pre-ser-va-ti-vos são aquelas coisas de borracha transparente que vieram substituir as bexigas de porco com um atilho na ponta que os vossos maridos - que deus tenha em descanso - usavam para vocês não terem de abortar tantas vezes. Vejo que vos agitais, pois o tema traz implicitamente a vossas mentes embotadas a desprezível, horrenda e demoníaca questão do SEXO. E sexo aqui na igreja só eu com o sacristão e estes acólitos mais pequeninos que têm uns cuzinhos glabros e redondinhos. Até me babo no altar, pázinhos... Mas adiante. Quem usa preservativos é porque é promíscuo e quer andar aí a molhar o pincel a seu bel-prazer nesta e naquela. Por isso é bem feita que apanhe sida, blenorragia, herpes, gonorreia, lombrigas, síflis, hepatite e chatos e depois morra. Reparai que há demasiados pretos em África. São tantos que um gajo mesmo que quisesse ir a uma discoteca na Ponta do Ouro tinha de certeza que levar com um porteiro preto; ou se fosse á pesca do espadarte na baia de Luanda, de certeza que tinha que ver algum preto, mesmo que fosse ao longe a trepar a um coqueiro ou a revirar um caixote do lixo. Assim, como – e muito bem – o nosso querido santo padre quer dizer- quanto menos os houver melhor, porque nas obras os moldavos trabalham melhor e não põem transístores aos berros com kizomba. Esses libertinos que querem sexo com este, ou esta e aquele ou aquela e andam sempre com caixas de durex naquelas bolsas a tiracolo não têm lugar no seio da santa madre igreja e são, passo a enumerar, os pretos, os monhés, os chineses, os liberais, os esquerdistas, os jovens, os comunistas, os judeus, os ciganos, os emigrantes, os croatas, os ucranianos, os romenos, os russos, os brasileiros, os artistas de teatro, paneleiros, lésbicas, os estrangeiros em geral, os ateus, os agnósticos, os prostestantes, os cabo-verdianos, os jeovás, os muculmanos, os deficientes, os hindus, os socialistas, os da igreja de Filadélfia, as pessoas mal vestidas ou despenteadas, os que usam ténis, os jornalistas, as pessoas de cabelo encaracolado, as mães solteiras, os sindicalistas, chungos do subúrbio, os drogados, os pobres, as pessoas que vêm muita televisão ou que lêm jornais, os bloquistas, os maluquinhos, os maçons irregulares, as pessoas com mais que o segundo ano do ciclo preparatório, os marinheiros de carreira, os professores, os alentejanos, os anormais com piercings e tatuagens, os homens que não usam gravata, os que não vão a Fátima, os divorciados e as mulheres que fumam. Têm lugar aqui na igreja, os bons católicos, como sejam as beatas que odeiam ciganos e pretos, os ladrões arrependidos, os escuteiros homossexuais, infantilistas e neo-nazis; os idosos que dão o golpe na bicha da padaria, as numerárias da Opus Dei, as solteironas, as freiras – mesmo que tenham andado a esfregar as amêijoas umas nas outras – os proprietários de prédios aqui do bairro que comem cozido à portuguesa ao domingo no restaurante aqui ao lado da igreja, ingénuos em geral, professores universitários gay que querem subir na carreira e talvez deixe entrar costureiras. Agora, ide, rezai e não se esqueçam de pendurar um terço no retrovisor ao lado da figa, do barrete de campino e do corninho que dá sorte.

22 comentários:

Zeca Galhão disse...

Não sei bem onde te incluir,....se nos "os que não vão a Fátima" ou nas "mulheres que fumam"....
Independentemente do grupo a que pertenças, acho que devias dar o dito por não dito e voltar ao sexo, pá.
Nota-se no teu humor a falta da ginástica que fazias com o esfíncter nas glandes dos sem-abrigo do Martim-Moniz....



...de 3 em 3 horas, segundo constava.

Anónimo disse...

piosé,
fumofemófobo

Anónimo disse...

pior do cás mulhés que fumam, as que fumam pelos bares

Anónimo disse...

Devem querer acabar c’os pretos e os ciganos e …assim. É incrível mesmo sem fogueiras ainda matam muita gente, livra!

X's Ana

Anónimo disse...

os espiritus matavam +/- duzentos por noite

eso é bem pior

Anónimo disse...

portus imbecis

mìseros ante los Iberos y los Polacos, por ex.

peor, ellas tienen "bigode"!!

Anónimo disse...

OH LUZ, VAI LEVAR NO CU, CRALHOSTFODAM!!!!!

APANHAR NA BOLHA, E ASSIM, DE UCRANIANOS MAFIOSOS, ALBANESES COM GONORREIA E SUECOS ALCOOLICOS DECADENTES!

PUTA! VACA! CABRA! NOGENTA!

FAZ DE CONTA QUE VAIS ALI CAGAR UMA DIARREIAZINHA RALA E NÃO VOLTES, NUNCA MAIS!

ostia disse...

portus imebcis tambem habrá, como en todas partes, pero aqui nesta vara nao há nenhum, nunca

e nao se pode ir chamar nomes a casa dos otros que eso es de suicidas

idem disse...

vivam los hermanos catitas y borat!


insurreccion!!

dum dum disse...

Eis-me ao serviço da ASAE - subsecção sex-shops, plastificadores de cartões de rua, vendedores de flores em restaurantes, comentadores de blogues e homens estátua da Rua Augusta.


- O taliban que anda a fazer comentários asininos por aqui, por ali e, quiçá, por acolá,
utilizou esta madrugada o IP 89.180.134.196 com o IE 7 num WIndows XP e na resolução 1152X864, supostamente a partir da cidade de LX. Utilizou, para o efeito, nique alheio ou improvisado para demonstrar que padece do Síndrome de Taralhouk.

Pede-se a quem o encontrar, que o encaminhe com urgência para a cela de Josef Fritzl, a fim de satisfazer o voraz apetite sexual deste septuagenário, até que a morte os separe.

g2 disse...

Os alentejanos o quê, pá?

Queres levar um murro???

Bem bem...

Lá porque és extraterrestre, não te safas! Becarefuli e quando escreveres a palavra alentejanos (ou Alentejo) levantas o cuzinho da cadeira, fazes uma vénia e depois continuas..

Vamos lá a ver, hã?

(onde é que anda a minha comadre VD?)

:)

g2 disse...

Ostia :)

ostia disse...

tu te reiras g2, pero vai com cuidado porque o vaticano tem espias en durex (e outras fabricas) que con una aguja van pinchando los paquetes de condones aos berros de "viva cristo rey, sí a la vida"
e logo pasa o que pasa

fininho disse...

isto é tudo muito bonito... mas que toma no orelho de perna para o ar, é o paneleiro do Panão!

g2 disse...

Eu cá não uso nada dessas coisas, sou muito católico.

:)

Assento da Sanita disse...

A minha alma está parva. Pensei que não precisava de vir aqui escrever isto. Será que tenho de explicar aos espíritos indignados que:

1) Nos textos do padre Helder Aveiro fala um personagem racista, xenófobo, homófobo, sexista, estúpido, fascista, etc. e não o autor dos textos, o AdaS, que já de si é um personagem ou se quiserem um alter ego javardolas e verborreico do JC,o verdadeiro autor dos textos. Ok?.

2) TRATA-SE DE IRONIA. O autor pretende ridicularizar certas posições da igreja católica e os padres em geral. Por isso, põe as opiniões mais abjectas na boca de um padre.O autor acha o oposto daquilo que expressa nos textos e pretende ridicularizar. E por isso mesmo é ironia, estão a perceber?

Estás a perceber ò espanhola e chaparro? Ou é preciso fazer um desenho?????

Foda-se, estão armados em calhaus com olhos, por ironia. Só pode.

ostia disse...

calhaus com olhos é como una angula , a que sim adas?

:-)

Assento da Sanita disse...

Cona, cu, broche minete, droga, loucura, morte.

ostia disse...

.. e mirinda ? não gostas ?

Assento da Sanita disse...

hã?...

luz disse...

para los anónimos que usan mi nombre en vano

hace mucho tiempo que no aparezco por aquí, por motivos de sobra conocidos

llegué buscando a mi querido g2 que me tiene preocupada, y m encuentro con lo de siempre

si algún descerebrado aún piensa que necesito de éste blog para decir que lo algun@s quieren ocult´ndose bajo un anónimo, me resulta patético

g2: dsculpa que me preocupara por tí.

no merecía encontrarme con ésto.

Anónimo disse...

Electrochoques.